terça-feira, 24 de julho de 2012

Quando as prostitutas governaram a Igreja


23
Mar
Quando as prostitutas governaram a Igreja
A história do papado no período compreendido
 entre a nomeação de SERGIO III em 904 e 
a morte de JOÃO XII em 964, entrou para
 a história como Saeculum Obscurum 
(a idade negra) ainda que seja também
 conhecido como Governo das Putas
 ou Pornocracia, tal como escreveu o 
cardeal e historiador do século XVI, 
Cessar Baronio, em seus Anais Eclesiásticos
Durante este período os papas foram
 fortemente influenciados por duas meretrizes: 
Teodora e Marózia, mãe e filha.

Quando as prostitutas governaram a Igreja
Depois da morte de LEÃO V, apoiado pela família Spoleto e por seu 
primo Teofilacto, senador e magister militum de Roma,elegeram 
Sergio III em 904 como o novo papa. Como recompensa Teofilacto
 foi nomeado vestararius (o homem que controlava as finanças) e
 mais tarde foi indicado cônsul, e sua esposa Teodora, senatrix de Roma.

Teodora, também apoiou o novo Papa... mas como habituée em
 sua cama, onde lhe ajudava a tomar as decisões mais importantes. 
Com 15 anos, e seguindo os passos da mãe, Marózia também passou 
pela cama do Papa com o qual teve um filho, João. Depois da morte 
de Sergio III, Teodora nomearia os três seguintes: Anastacio II, Lando
e João X em 914. Dois anos mais tarde Teodora faleceu e Marózia tomou 
as rédeas em sua mãos.

As discrepâncias com João X logo foram notadas e utilizando o 
poder de seu segundo marido, Guy de Toscana, conseguiu
 mandá-lo para a prisão onde morreu em estranhas circunstâncias.
Quando as prostitutas governaram a Igreja
Assim como a pérfida mãe, escolheu os três seguintes papas:
LEÃO VI, TEVÃO VII e JOÃO XI, o filho que teve com Sergio III.
 João XI, por sua vez, outorgou o poder absoluto à mãe,
 nomeando-a senatrix Patricia Romanorum.

Depois do falecimento de seu segundo marido, Marózia 
tentou seguir ganhando poder casando-se com Hugo, 
rei da Itália, mas tinha um pequeno grande problema:
 pequeno porque precisava anular seu casamento ainda
 que seu filho fosse o Papa e grande porque seu outro
 filho -fruto de seu primeiro casamento com Alberico I
 dos Spoleto-, Alberico II, liderava a oposição àquele casamento.

Alberico II assumiu o título de príncipe e senador dos romanos
 e governou Roma. No dia dos esponsais de sua mãe com 
o rei Hugo mandou prendê-la em uma masmorra onde ficou 
até sua morte em 936. O filho assumiu então o papel da mãe e 
continuou escolhendo papas até que e
m 955 nomeou também seu próprio filho, e por tanto neto de
 Marózia e bisneto de Teodora, JOÃO XII que ocuparia
 o trono de Pedro até 964.

PQP, que familiazinha hein?!?
FONTE :Pornografia Papal Italy

fONTE




Nenhum comentário:

Postar um comentário