terça-feira, 28 de agosto de 2012

Uma guerra silenciosa



"Quando você assume a aparência de poder,
as pessoas logo lhe dão."
Rothschild
Acredito que você deva estar sentindo ultimamente um vazio no fundo da alma sem precedentes diante de tantas informações que nos chegam a todo instante. Me sinto como se todos os dias fossem o mesmo, pairando no ar um futuro que nunca chega...
Alguém parou o tempo?
Apenas estamos presos nele até que possamos entender como funciona toda essa engrenagem evolutiva. Temos que descobrir qual é a chave dentre tantas, que abre a porta de saída desse sonho sem fim.


Ao contrário do que se pensa, o tempo está acelerado e diminuto...
Um documento com data de maio de 1979 foi encontrado em uma maquina de Xerox da IBM adquirida em um leilão de equipamentos militares por volta de 1986. Comentam que o tal documento foi deixado na maquina por algum funcionário “negligente” quando fazia cópias.
Negligencia ou vazamento intencional? Essa dúvida fica à cargo de cada um. O fato é que especialistas no assunto acreditam que as informações contidas nele fazem parte de estratégias do grupo de discussão Bildergerg. Precisa dizer mais?
Esse documento hoje é parte integrante de uma publicação de 1991 com título "Eis um cavalo amarelo", de M. William Cooper. Cooper foi agente da inteligência Naval dos E.U. e sabia tudo sobre a queda do UFO em Roswell (1947), do “silenciar” de JFK, das guerras e o mundo das drogas financiado pela CIA.
Foi considerado o “radialista mais perigoso da América”. Em Junho de 2001, alertou publicamente sobre um ataque terrorista importante nos Estados Unidos, que seria atribuída a Osama Bin Laden e no mesmo ano “coincidentemente” foi morto a tiros em sua casa em uma história que não se encaixa. Ou seja, o cara sabia demais... e nós sabemos o que acontece com quem sabe demais.
O fato é que uma ARMA Silenciosa foi introduzida pela Elite Internacional - isso, após reunião realizada em 1954 na qual esse documento foi elaborado com base nas informações sobre os cataclismos inevitáveis (aparentemente) que a o planeta passará em breve
Poucos poderão gozar de boas condições de vida quando os recursos da Terra se acabarem devido as secas na agricultura e a guerra civil por disputa de água potável – devem ter pensado eles – “que sejamos nós os detentores desses recursos”!
Mural no saguão do aeroporto de Denver-USA Observem o fogo nas florestas
e morte de crianças e animais.
Os que estavam em posições de poder reconheceram que era tudo uma questão de tempo, de apenas algumas décadas, antes que o público comum fosse capaz de entender o que estava se passando. 


A necessidade de uma “arma” silenciosa para desviar a atenção dos eventos é perfeita, pois a humanidade não consegue compreender como uma arma pode lhe afetar se não a vêem.

A questão importante ente a dominação, girava em torno dos temas referentes as ciências da energia, já que hoje é sabido que a energia é reconhecida como a chave para todas as atividades em terra
Ter controle da informação na área da energia natural e ciência social – expressa através da economia – seria fundamental para esse controle. E qual é a Ciência da energia?  A MATEMÁTICA !
Dominando a matemática os dirigentes do mundo (Bancos, indústrias e serviços) teriam uma economia TOTALMENTE previsível e manipulável a seu bel prazer e assim dirigindo a massa humana com muita facilidade.  
A unidade familiar das classes baixas deveriam ser desintegradas por um processo de aumento das preocupações dos pais com seu destino no futuro. Vagabundos, Hippies, não são bons exemplos. Essa idéia coloca os que querem fugir do estábulo no seu devido lugar.
Fazer uma nítida diferença na qualidade da informação – naquilo que se ensina nas escolas – entre as classes mais baixas e as classes de maior poder econômico, deixaria um fosso intransponível para aqueles que ousassem a escalá-la.


Não ensinar a “ver” é muito importante para manter a ordem social. Não vendo, a macacada não se assusta.
A idéia da “arma silenciosa” é fantástica. Ela mata através da química hormonal fazendo dela a bala que nós mesmos disparamos.  Não há assassinos, apenas suicidas em potencial. 


As pessoas até acham que há algo errado no ar, mas não sabem explicar ou traduzir de forma clara aquilo que não enxergam, a pressão psicológica por via econômica, mata qualquer forma de explicação lógica. O pensamento de que temos que ter para viver entre todos, é sufocante.
A arma silenciosa é um agente biológico de forma natural e segura. Uma maneira de aniquilar alguém de mãos limpas. Ela ataca a vitalidade, o senso prático, a intuição, a auto-estima e fé em si mesmo, sua energia vibratória.


A preocupação com um "futuro promissor" é mais importante do que a realidade presente.
Essa “arma” teve que aguardar um tempo antes de ser posta em prática com grande eficiência – a chave do controle econômico mundial estaria em dados de computador.  


E o computador eletrônico (PC) enfim foi inventado em 1946 por J. Presper Eckert e John W. Mauchly tornando possível cumprir essa missão num futuro bem próximo, dando assim controle através de códigos de barra, cartões de créditos e chips implantados nos corpos.
Precisavam de um jovem “idiota” ganancioso para dissipar a idéia e torná-la popular – então nasceu Bill Gates. Através de pesquisa é possível programar os computadores para prever combinações de eventos de choque que leve a um controle e subjugação da humanidade e subversão da economia pública.
 O sistema de arma silenciosa opera com base em dados obtidos a partir de um público dócil por meios legais. Toda a informação necessária para controlar a massa está bem organizados em formulários de impostos federais ou nacionais coletados e apresentados obrigatoriamente pelos contribuintes e trabalhadores todos os anos.
Quando o governo é capaz de coletar ou aumentar os impostos o faz com avaliação nas propriedades privadas e suas ultimas aquisições. Uma indicação clara que o povo está pronto para a “entrega” e uma autorização serviu – escravidão legal e submissa a mais um pacote, mesmo sabendo que os serviços sociais propostos pelos governantes NUNCA serão recíprocos.
Bom, existem muitas maneiras de manipulação publica e os estudiosos no assunto apontam como é feita essa orquestragem em nossas mentes. 


A “arma” silenciosa age indiscutivelmente ganhando o controle da atenção. Para onde o povo direciona seu foco? Atenção a isso. Deve-se mante-los ignorantes dos sistemas operantes!
Existem algumas metas que direcionam o comportamento de manada – Copycat. 


Quer aprender como se faz?
A distração é a primeira delas. Dê pão e circo para desviar atenção de assuntos importantes que afetarão toda uma sociedade


De preferência no circo, enfatize a apresentação dos palhaços (novelas, revistas sobre celebridades, pseudo brigas entre partidos políticos, temas jornalístico do tipo encontre o "assassino" e shows ao vivo) e mágicos (notícias sobre novos medicamentos contra o câncer,  AIDS e formas de anti-envelhecimento), mas jamais ensine o truque, deixe que eles passem muito do seu tempo discutindo se aquilo é verdade ou não o que ouviram. Isso toma  tempo útil para focar em coisas para seu crescimento, e tempo é o que eles não devem ter

Comida ruim, rápida e barata. Congelados, sucos transgênicos em caixa, leite em caixa, bebidas ligth, diet, zero, soft, e biscoitos, muuuitos biscoitos sem gordura e açucar, viu!  


Ah! Diga que tem muita vitamina neles! O povo que come mal adora a idéia da vitamina em tudo. Alegam que é uma “troca” saudável.
Distrai-os com jogos Mundiais. Com esportes que arrebanhe a maioria de torcedores. Os jogos de esgrima não são adequados – esse negócio de espadinha é coisa de fresco e o pessoal gosta do bom e velho Taurus 380. Game Over!
Moda. Invente uma! Diga que é super moderno colocar piercing do tamanho de uma melancia na orelha e andar com um salto alto de 15cm, mas deixe as costas e a bunda de fora para todos verem sua tatuagem de... sei lá o que. 


Afinal, aquele verde, vermelho borrado que custou mais R$500 pratas para ser feito em muitas horas de puro deleite masoquista deve ter um destaque, né?. 


A mente humana realmente é fantástica...
Crie problemas e depois ofereça a solução.

Mantenha todos ocupados com crises, guerras, drogas na rua e na família, tragédias naturais e conflitos. Não dê tempo para pensarem em suas vidas. 
É necessário que se lamentem muito. Todos devem ter algum problema sério para contar a alguém. Isso faz parte da boa vizinhança. Já pensou que gafe? Numa reunião informal não ter nada para lamentar? Assim você vai passar por um ALIEN, meu filho! Você não vive nesse planeta! Será persona non grata nos próximos eventos.
Aquele que se vê "salvo" de qualquer uma dessas ações se sentirá feliz e grato a Deus por isso, dando continuidade a sua vidinha de sempre, e irá querer, exigir que “alguém” resolva tudo isso antes que chegue até ele. 


Geralmente os que acham que nada está acontecendo são os que nos darão trabalho. Eles são os que duvidam de "conspirações" ou ETs, e que na hora do caos vão correr para debaixo da cama da bisa. 


Os céticos de plantão querem "provas", mas esquecem que as provas que são dadas não lhes satisfazem. Fazer o que? O negócio é esperar... quem viver até lá verá.
Ofereça uma solução para cada problema. Invada o território do outro para “salva-lo” dele mesmo. Faça-o acreditar que tudo voltará ao normal em breve, basta que ele pague para isso.
Quer bom atendimento médico? Tenha planos de saúde A - top. Planos de saúde B vão oferecer o que os hospitais públicos oferecem, a única vantagem que eu vejo aí é que você pode dizer aos amigos que tem um “plano B”!
Quer segurança? Contrate empresas de segurança! Blinde seu carro. Coloque filme preto nos vidros. Não ande á noite. Peça Pizza em casa. Alugue um filme, cinemas são perigosos. Ou você acha que o Governo vai tirar do orçamento dinheiro para proteger sua família?
E se o povo se revoltar com alguma medida?
Uma medida do tipo imposto compulsório? Confisco de poupança? Simples. Fale com eles como se todos tivessem 5 anos de idade


Prometa que a medida será boa para todos a longo prazo. Diga-lhes que pode parecer um sacrifício agora, mas os “frutos” serão colhidos amanhã (bota amanhã nisso). As crianças de 5 anos não engolem essa, mas o povo é mais dócil, vai engolir, acredite.
E se de tudo a coisa sair do controle, mostre-os que a culpa é deles!
Não seja modesto nessa hora. Não poupe ninguém!
Dê um espelho para que eles possam refletir sua própria cara. Mostre que se eles não se esforçarem para ter um MBI ou um Doutorado, nunca serão!

Se forem preguiçosos e burros, como querem “conquistar” um lugar ao sol? Sem esforço para competir no mercado de trabalho você estará fadado a uma vida de... simples mortal.
Compare o povinho com povos de outros mundos, outros primeiros mundos. Isso fará com que pensem duas vezes antes de abrirem a boca! 


Dê a eles a ilusão de que o futuro está intimamente ligado a uma boa carreira. Convença-os de que seus filhos devem lutar, lutar para ser ALGUÉM, pois nesse momento, eles não existem! São apenas sombras, rabiscos de um projeto de “vida”. 


Convença-os que só o trabalho escravo lhe dará um futuro “digno” na Terra dos homens. “O pão de cada dia” deve ser pago com muito esforço. DEUS ajuda a quem cedo levanta e faz o que ele manda!




Crie um estado depressivo e deixe que a “arma silenciosa” fará o resto...
Laura botelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário