domingo, 16 de setembro de 2012

A ARTE DE SE MASCARAR

 O  estágio evolutivo em  que se encontra a  humanidade, o da civilização,  mostra que, no processo,  o regime da força,  dos instintos animalescos,  foi substituído pelo  da astúcia. Procura-se  a vitória utilizando-se  máscaras, que escondem  a verdadeira personalidade  do seu usuário. Assim  se porta a maioria  da nossa sociedade e  o exemplo mais enfático  é o da nossa classe  política. Com honrosas  exceções, o que se  esconde por trás da  beleza das máscaras  com que se apresentam  os nossos políticos? 

A  arte de se mascarar,  historicamente marcante no  carnaval de Veneza,  pode ser tomado como  emblema para a astúcia  do atual estágio evoluti-vo  do  homem civilizado.  A máscara tem sido  a sua principal arma  para conquista de seus  objetivos, nem sempre  confessáveis. Na sociedade  tem sido apenas uma  arma  para esconder  fragilidades de personalida-des.  A evolução, através  da espiritualização, vai  nos  mostrar por  inteiro, como de fato   com somos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário