segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Perceber a diferença entre o EU exterior e o EU interior........



Perceber a diferença entre o EU exterior (EGO) e o EU interior (nucleo onde está a nossa criança interior) é necessário.......eu diria mesmo!.....É fundamental fazer essa clivagem.!.......
O EU  exterior é criado pela Sociedade....está eivado de vícios, atitudes erradas....tem a ver com a opinião dos outros sobre nós.........É ele mesmo ...o EGO!...
Mas....o Ego limita-nos!....Intrínsecamente, contém as crenças, os preconceitos, as regras instituídas e limitantes...É, basicamente, o sinal vermelho que se nos coloca constantemente...Não deves fazer isto! Não deves fazer aquilo! ....Ou então, deves fazer isto..ou deves fazer aquilo!
O EGO impede-nos de absorver livremente a brisa do vento do Tempo.........de apreciar, de maneira pura e simples, aquilo que nos é dado ou apresentado...O EGO julga, condena...O EGO impede-nos de ser livres......
O EU interior tem a ver com o nosso verdadeiro EU....o EU autêntico..O EU puro, simples e humilde.....
O EU interior contém a nossa criança interior...É um EU de simplicidade....que brinca, salta, que não julga, nem condena....Pensa por nós, vive livremente por nós...e dança ao sabor do Tempo e de verdade....e que corre alegremente pelo caminho que escolhemos.....
Saber fazer a clivagem entre o Eu exterior e o EU interior...é determinante na atitude perante a vida! Permite sentir a frescura do aqui e agora; permite sentir o valor verdadeiro do momento; permite viver intensamente cada momento...sem os limites disto, sem os limites daquilo, sem a pressão da Sociedade........
Saber encontrar o EU interior a viver cada vez mais........Saber libertar o EU interior, saber voltar a viver a criança interior, que existe dentro de nós!....
Ou seja, se permitirmos que as nossas escolhas e opções sejam feitas pelo EU exterior, estaremos a permitir que os outros vivam a nossa vida, que nãqo sejamos perfeitamente livres na nossa atitude perante a vida!.............

Nenhum comentário:

Postar um comentário