sábado, 29 de setembro de 2012

REFLETINDO SOBRE A REENCARNAÇÃO (parte 1)


No mundo existem diversas religiões e diversas seitas e diversas filosofias religiosas, mas a maioria delas, não consegue explicar dúvidas que para o mundo teológico, as respostas deveriam ser bastante simples.
Uma dúvida que sempre perturbou a mente de muitas pessoas e que deveria ser respondida por todas as religiões é a seguinte:

PORQUE HÁ TANTA DESIGUALDADE NO MUNDO?




Não gostaria de tratar somente das desigualdades sociais, mas também da desigualdade de caráter, de consciência, de personalidade, de conhecimento, de raça, de inteligência, de força e até de cultura.


Os filósofos e estudiosos das ciências humanas tentam responder estas questões, mas sabe-se que até hoje a resposta dada por estes "filósofos" e "estudiosos", nunca conseguiu modificar o quadro das desigualdades existentes em nosso mundo.

Será que os sofrimentos causados pelas diferenças existentes entre os diversos seres humanos do nosso planeta realmente podem cessar por algum tipo de modificação na política?

Será que a resposta dada por muitos religiosos de que as desigualdades nada mais são do que "A VONTADE DE DEUS", está correta?

Ou será que há um propósito universal para que estas desigualdades continuem existindo?

O QUE REALMENTE IMPORTA DIZER É QUE É INÚTIL QUALQUER TENTATIVA DO HOMEM EM TENTAR ACABAR COM AS DESIGUALDADES EXISTENTES, NÃO ADIANTA BRIGAR, LUTAR OU TENTAR QUALQUER OUTRO TIPO DE SOCIALISMO, COMUNISMO, NAZISMO, CAPITALISMO, CRISTIANISMO, POIS OS "ISMOS" SÃO INÚTEIS (BASTA ESTUDAR UM POUCO DE HISTÓRIA PARA CHEGAR A ESTE RACIOCÍNIO).

Aliás é melhor dizer que os "ISMOS" apresentados acima não são inúteis, pois serviram para aumentar ainda mais as diferenças e piorar as desigualdades por meio das guerras e dos preconceitos que se tornaram latentes.



Os seres humanos nunca aceitaram que entre uma pessoa e outra existem uma quase infinidade de diferenças e criaram e continuam criando a figura de um INIMIGO, pois os humanos não aceitam suas próprias limitações e colocam a culpa dessas limitações em seus próximos, criando dessa forma grupos que se opõem a outros grupos e com isso criam a GUERRA, O ÓDIO E O PRECONCEITO.
O poder momentâneo gerado por estas guerras, faz com que os dominantes temporários se viciem neste estado de ÓDIO, pois somente o ÓDIO e a pregação de que um ser humano é culpado pelas limitações de outro, poderá fazer com que os dominantes continuem no poder, isto gera um circulo interminável de muito sangue derramado e de destruição.

AS PRINCIPAIS IDÉIAS CRIADAS COM TODA ESTA DESTRUIÇÃO É A DE QUE "EU SOU SUPERIOR A VOCÊ", "EU SOU FILHO DE DEUS E ELE NÃO É", "EU SEREI SALVO E ELES NÃO SERÃO" E ETC...

A CONCLUSÃO CONTRÁRIA AO QUE FOI DITO ACIMA É A DE QUE "NENHUMA PESSOA É IGUAL A OUTRA E NEM MELHOR DO QUE OUTRA, POIS TUDO NO UNIVERSO E NA NATUREZA ESTÁ E É PROJETADO PARA A PERFEIÇÃO, SENDO QUE A PERFEIÇÃO DE TUDO ESTÁ NA ACEITAÇÃO DAS DIFERENÇAS E DAS LIMITAÇÕES PESSOAIS QUE EQUILIBRAM O CICLO DA VIDA E DO UNIVERSO".

Vejam que as diferenças pessoais determinam os relacionamentos, as aptidões de cada pessoa e as escolhas que irão moldar cada indivíduo.

Percebe-se que, enquanto um homem nasce com a aptidão natural de ser um soldado, outro nasce querendo ser sacerdote, sendo que estas aptidões se apercebem nos indivíduos desde a infância.

Até o gosto pessoal por determinados tipos de alimentos servem para individualizar um futuro aspecto que englobará este ser humano em um determinado grau de especificação, pois observa-se que enquanto alguns resolvem deixar de comer carne e tornam-se vegetarianos, outros considerariam esta opção ridícula e inaceitável, uma vez que preferem comer muita carne e alimentos refugados e pútridos.

Estas considerações sobre a reencarnação, continuam na PARTE 2

Nenhum comentário:

Postar um comentário