sábado, 29 de setembro de 2012

REFLETINDO SOBRE A REENCARNAÇÃO (parte 2)


Observando a natureza, podemos ver que há uma infinidade de formas diferentes de vida. Existem as mais variadas espécies de animais e plantas que formam a fauna e a flora do nosso planeta, sendo que tudo isso faz parte de um equilíbrio minucioso no qual não existe desarmonia.
No ciclo eterno em que estas formas de vida surgem, não há lugar para o orgulho e para o sentimento de superioridade, pois o tigre não é melhor que a lesma e a lesma não é melhor que o tigre, pois ambos são pilares que servem para sustentar a sã harmonia dos universos existentes, pois tudo o que existe, faz parte de um bem arquitetado plano de evolução da consciência.
Contudo, após observar a natureza, se pode fazer a seguinte pergunta - porque o homem que é parte integrante desta mesma natureza, possui em seu ser um caminho inverso que se diferencia de tudo?
Porque o homem é capaz de causar a autodestruição e a destruição de tudo que existe em seu redor? O que será que criou no homem o ódio, a inveja, o egoísmo, a mentira, a cobiça e o desrespeito de si próprio?

A UNICA COISA QUE DIFERENCIA O HOMEM DA NATUREZA É A POTENCIAL CAPACIDADE DE DESTRUÍ-LA.

SERÁ QUE OS SENTIMENTOS DE DESTRUIÇÃO DESCRITOS ACIMA PODEM SER ATRIBUÍDOS A UM SER MITOLÓGICO?
O Universo e tudo que existe é energia.
O pensamento é energia;
A mente é energia;
A matéria física nada mais é do que energia condensada;
E a nossa consciência é a individualização mental de uma energia universal pensante, superior e unica (DEUS) que está presente em todos os seres vivos.
O que ocorre é que existem diferentes graus desta energia que circunda o Universo e a matéria é o grau mais inferior de energia, sendo que é o apego a esta matéria que causa todos os males aos seres humanos.
O vício, NADA mais é do que o apego à energia inferior material, sendo que esta energia aprisiona e torna escravo o pensamento e a mente humana que são exteriorizações da energia superior (DEUS).
A existência como vida neste mundo e a forma de vida que vai nascer é a conseqüência do grau de apego à energia viciante material.
Portanto o que vai determinar as diferentes formas de vida, é o grau de consciência que irá forjar e que forjou anteriormente o determinado ser vivo.

TODO ESTE PROCESSO TEM COMO PALCO O UNIVERSO EM SUA TOTALIDADE E ENGLOBA TODOS OS PLANETAS, SISTEMAS SOLARES, GALÁXIAS E TODA A VIDA EXISTENTE NAS MAIS DISTANTES ESTRELAS.

COMO TODAS AS DIFERENTES FORMAS DE VIDA FAZEM PARTE DE UMA CONSCIÊNCIA COMUM SUPERIOR E UNICA, SE FAZ NECESSÁRIO DIZER QUE EXISTEM AS DIFERENÇAS PARA QUE HAJA A CONSTANTE EVOLUÇÃO.

Agora, para a pergunta feita acima (Porque o homem é capaz de causar a autodestruição e a destruição de tudo que existe em seu redor? O que será que criou no homem o ódio, a inveja, o egoísmo, a mentira, a cobiça e o desrespeito de si próprio?) elaboro a seguinte resposta:

O que causa todos os problemas descritos acima é a ilusão causada pela energia inferior material que vicia a mente e aprisiona a evolução da consciência.

O desejo de ter e de possuir algo é a fonte dos males ocasionados pela ilusão material.

O vício ao conforto do corpo físico e o aprisionamento escravizante da mente nas mais diversas armadilhas da vida corpórea, causam a destruição e o ódio.


Nenhum comentário:

Postar um comentário