sábado, 13 de outubro de 2012

Para onde caminham as ofensas religiosas?



Resumo: A ordem mundial  Illuminati parece que resolveu atirar pedras nas sete cabeças da besta usando o futbeol, mas toda vez que faz isso também está promovendo a nova ordem mundial de Baha’u’llah.
 O futebol nada mais é do que um instrumento de manipulação para as massas não-pensantes através do culto ao fanatismo por uma logomarca , ao machismo, ao erotismo e  à bebida. Graças aos nossos “nobres” jogadores o ato de cuspir na rua é visto como símbolo de masculinidade  que foi introduzido na sociedade com a ajuda dos “ídolos e reis” do futebol.
Porém, para muitos empresários desse ramo de imbecilização a religião, principalmente o cristianismo,  pode acabar com os lucros. Pensando nisso, uma revista de fofoquinha de futebol  chamada “placar”  investiu para  libertar os fanáticos  do cristianismo em duas  edições. Na primeira revista foi apresentado   um repúdio pela Seleção Brasileira ter  um time de  supostos evangélicos. O cristianismo estraga a fonte de renda desse mercado, pois a maior parte de patrocínios estão vinculados com revistas masculinas eróticas, cervejas e a transformação da mulher em um mero objeto ou alvo a ser conquistado pelo dinheiro, esse é o pensamento  material do movimento  iluminista/illuminatis.
Em uma outra edição  a revista publicou essa um jogador dos Santos que possui  um QI inferior a zero. Esse infeliz, devido às suas metas banais na vida como  dinheiro, fama e mulher  (mas só se for modelo) é alvo fácil para ser utilizado pelos mega empresários desse ramo. A revista também atacou o catolicismo que segundo as pesquisas ainda é maioria no Brasil, pois somente nessa divisão é que JESUS aparece em uma cruz.
 Mas quando a ordem illuminati atirou essas pedras acabou promovendo uma das principais metas do bahaismo .
 Jesus teve o seu nome blasfemado mais uma vez. O cristianismo da seleção de futebol não busca o verdadeiro, mas sim o cristo cósmico. Embora se dizerem “evangélicos”, esses jogadores continuam com o mesmo QI inferior a  zero e as mesmas metas materialistas no coração (dinheiro, sexo, mulher e fama) que os demais.
Ora, o que é o batismo com o falso espírito santo a não ser um êxtase semelhante ao fanatismo de uma partida de futebol no momento do gol. Esses jogadores estão preparando as massas protestantes para esse fim.
A banalização de  um dos principais símbolos religiosos do cristianismo católico também serve como condicionamento para o culto à imagem de Baha’u’llah que é  estrela de nove pontas, pois aos poucos os símbolos religiosos estão sendo banalizados e substituidos. Abaixo Baha’u’llah descreve com palavras doces o momento em que essas árvores místicas (católicos, protestantes, mulçumanos) são arrancadas de suas crenças:
“VALE DA ADMIRAÇÃO -e é sacudido nos oceanos da grandeza, e a todo instante sua admiração cresce (…) Ora se acha atônito ante a formosura do Todo-Glorioso; ora sua própria vida o deprime. Quantas foram as árvores místicas desarraigadas por este ciclone da admiração…” (Sete Vales – Baha’u’llah)
O mesmo se aplica nas charges de Maomé, pois o mundo islâmico também precisa cultuar a nova imagem que está por vir:
“E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia.”  (Apocalipse 13 : 14)

Nenhum comentário:

Postar um comentário