terça-feira, 2 de outubro de 2012

TEOLOGIA


 Definições e áreas de estudo.


 O que é Teologia? Frequentemente estudantes da bíblia se deparam com esta pergunta e, geralmente ela é respondida por muitos de modo muito simplista, “o termo teologia vem de duas palavras gregas: theós (Deus) e logia (estudo), logo, teologia é um estudo de Deus”. Acredito que esta resposta é simplista e distante do que realmente venha ser teologia. Primeiro, porque não se pode definir um ramo de estudo ou pesquisa apenas com base na etimologia das palavras; segundo, Deus é um ser incognoscível á mente humana e não pode ser concebido, dissecado ou analisado pelo homem; e terceiro muitas vezes o estudo e a concepção do estudante de teologia são influenciados pela cultura, por sua época e pela sua experiência pessoal com Deus.

E então, o que é teologia? Já que a mente humana não pode chegar ao conhecimento pleno da natureza de Deus qual é o alvo do estudo da teologia? Strong afirma que, “O alvo da teologia é a certificação dos fatos que dizem respeito á Deus e ás relações entre Deus e o universo, e a apresentação de tais fatos em sua unidade racional como partes conexas de um formulado e sistema de verdade”. Ou seja, teologia é o estudo das relações de Deus com o universo, com a natureza e com o homem durante o transcorrer da história. Esse estudo tem como base a bíblia (que é a narrativa da história do contato de Deus com os homens, em específico com o povo de Israel no Antigo Testamento e com a igreja no Novo Testamento), contudo o estudo da teologia não se limita á bíblia.

O estudo da teologia também utiliza meios racionais. Entendendo sempre que a razão pura do homem caído não pode chegar ao conhecimento de Deus sem a revelação divina. Ou seja, o conhecimento de Deus se dá numa relação Deus -> homem e não homem; Deus; o homem conhece á Deus na medida em que Ele se revela. O estudante utilizará a razão para interpretar a bíblia tentando buscar as raízes das expressões nas línguas originais; também associando ao estudo da teologia à filosofia, a psicologia, a sociologia, a antropologia, a arqueologia, a história etc.

Muitos no passado tentaram isolar a teologia das outras ciências, pensando que ela não poderia relacionar-se com outras áreas do conhecimento humano. Mas, com o passar dos anos os teólogos foram descobrindo que as diversas áreas do conhecimento humano só tinham á acrescentar ao estudo da teologia, ajudando a provar alguns eventos bíblicos (como a arqueologia) ou a interpretar o pano de fundo histórico das narrativas bíblicas (como a história). No entanto, não podemos utilizar esses recursos numa tentativa de racionalizar a fé. Pois, existem alguns elementos na teologia que são impossíveis de serem sustentados de modo racional e é aqui que entra a seguinte afirmação: “Creio, a fim de entender”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário