quinta-feira, 29 de novembro de 2012

O lado oculto da Igreja Católica #2 – O começo

cruz_de_cristo1-620x271
Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas keysdo inferno não prevalecerão contra ela;
E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.

Mateus 16:18-19

Assim surgiu a Igreja Católica e uma espécie de primeiro Papa, que veio a ser o Pedro. Durante muitos anos a Igreja era apenas um conjunto de ensinamentos de Cristo e não uma instituição oficial, pois Roma não tinha essa religião como a verdadeira.
Mas no ano de 312, os problemas romanos eram muitos e o Imperador resolveu oficializar o catolicismo, assim Constantino se utilizou da nova religião para tentar unificar seu povo, não que ele realmente acreditasse nela de verdade.
3407142
Com essa legalização a Igreja Católica começou a ganhar forma, pois deixava de ser ilegal e agora era parte do Império. Rapidamente seu poder e influência cresceram, a tal ponto que o próprio imperador estava descontente com a religião se metendo em seu estado e acabou recebendo uma
Símbolo do Império Bizantino
carta do Papa Gelásio: “Existem, Augusto Imperador, dois poderes principais que governam o mundo: a autoridade dos Bispos e o poder Real. Dentre eles, o poder sacerdotal é muito mais importante.”
Durante séculos a Igreja floresceu junto com o Império Bizantino, porém quando as coisas começaram a ficar ruins, devido a muitas batalhas contra bárbaros, a Igreja viu que talvez fosse a hora de buscar novos aliados e sem pensar duas vezes, ela traiu as mesmas pessoas que haviam a criado como uma instituição legítima.
Dessa maneira no século 8, a Igreja se aliou a Pepino, o Breve, monarca franco, que comandava as regiões que depois se tornariam a França. Assim a Itália foi invadida e as terras conquistadas por Pepino foram doadas a Igreja, que se tornou um reino independente com grande poder.
Anos mais tarde, no reinado de Carlos Magno, o Papa Leão III proclamou o monarca como Imperador do Ocidente, deixando Constantinopla furiosa e também amedrontada.
carlos magno
Agora a Igreja Católica não era mais apenas uma religião pregando sua palavra para as pessoas, e sim uma instituição poderosa, possuindo grandes terras e tendo influência sobre o principal Imperador daquele tempo. Além disso, ela era capaz de coroar e tirar coroas de Reis, o que lhe deu poderes políticos maiores do que qualquer outro reino ou imperador.
Parecia que nada poderia deter a poderosa Igreja, com suas terras, riquezas e influência, mas estava para surgir um inimigo a altura, uma nova religião, que poderia abalar os alicerces da Igreja Católica...
Caso queira conhecer a continuação dessa história, não deixe de curtir esse post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário