sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Sínais da Transição Planetária





Não há como deixar de perceber as mudanças físicas, emocionais, e temporais, relacionado á época em que vivemos, não somente aos despertos, mais em quase todas conciência, já notaram em sí mudanças, onde muitos denotam a perceber que estamos vivendo um momento único, da evolução do planeta.

Parece que todos estes fatos estão relacionado á aceleração frequêncial da terra, mudanças estas que estão interagindo direta e indiretamente em nós, a sociedade e á extrutura física do planeta, de forma vibratória tanto no sentido físico com espiritual.

O tempo está acelerado

Bom quero comentar aqui sobre um fato que está ocorrendo, à nível mundial e todas as pessoas, sejam, jovens, adultos ou idósos já estão percebendo. O dia está mais curto !


Temos a impressão que o dia não marca mais 24hs.

Isso é real, estamos entrando, vamos se dizer: estamos com os pés na quarta dimensão, e em mundos de quarta dimensão o tempo é mais acelerado. bom temos aqui a causa natural desse fenômeno que foi constatado por um cientista alemão "Teoria da Ressonância de Schumam" .


Bom ele constatou que constatou que a Terra é cercada por um campo eletromagnético muito forte, que possui uma ressonância mais ou menos constante. Esta freqüência também afetaria o cérebro humano. Por milhares de anos a freqüência permaneceu constante, mas na década de 80 e 90 passou de 7,38 para 13 Hertz por segundo.

Como conseqüências ocorreríam os desequilíbrios ambientais, climáticos, os conflitos, as alterações de comportamento. Esta alteração faria com que a jornada de 24h da Terra ficasse em 16h.




No Corpo Físico

Dr. Berrenda Fox, doutorado em Fisiologia e Naturopatia, provou através de exames de sangue que algumas pessoas têm realmente desenvolvido novas seqüências de DNA. As suas pesquisas fornecem evidências de mudanças no DNA e nas células. A seguir uma entrevista realizada por Patrícia Resch com o Dr. Fox, onde ele explica o processo evolutivo pelo qual está passando a humanidade através da relação com as mudanças no DNA.


P: Como está mudando o nosso DNA?


B.F: Todas as pessoas têm uma hélice dupla de DNA. O que estamos descobrindo é que existem outras hélices que estão sendo formadas. Na hélice dupla, existem duas seqüências de DNA enroladas em uma espiral. Meu entendimento é o de que iremos desenvolver doze hélices.


Durante este tempo, que parece ter começado talvez entre 5 e 20 anos atrás, temos sofrido uma mutação. Esta é a explicação científica. É uma mutação da nossa espécie em algo para o qual o resultado final ainda não é conhecido.


As mudanças não são conhecidas publicamente, porque a comunidade científica sente que isso amedrontaria a população. De qualquer forma, as pessoas estão mudando a nível celular. Estou trabalhando atualmente com três crianças que possuem três hélices de DNA.


A maioria das pessoas sabe e sente isso. Muitas religiões têm falado sobre a mudança e sabem que ela ocorrerá de diversas formas.

Nós sabemos que é uma mutação positiva mesmo que fisicamente, mentalmente e emocionalmente possa ser mal compreendida e assustadora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário