segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Brasil, um país cristão... e hipócrita!

Estudos realizados pelo Centro Pew de Pesquisa dos Estados Unidos revelou que o Brasil é o segundo país com maior número de cristãos do mundo, perdendo apenas para a terra do Tio Sam.
A principal mensagem da religião cristã é a importância do amor divino sobre todas as coisas. É o ponto comum em todos os ramos do cristianismo.
A Bíblia é o livro sagrado que pode ser dividido em duas partes: Antigo e Novo Testamento. A primeira parte conta a criação do mundo, as tradições judaicas, as leis, a vida dos profetas e a vinda do Messias. No Novo Testamento, escrito após a morte de Jesus,  fala sobre a vida do Messias, principalmente.
Assim como advogados e promotores usam a mesma constituição para defender ou acusar, muitos líderes religiosos usam a sua própria interpretação da Bíblia para determinar o que é certo ou errado. É compreensível que um livro que foi escrito por vários homens de diversos contextos sociais e de épocas diferentes tenha muitas contradições. Mas essas questões incumbem apenas aos que professam a mesma fé, não deveria afetar outros segmentos da sociedade, principalmente quando se trata de um país laico.
Mas infelizmente a realidade não é bem assim. Os fundamentalistas cristãos impõem aos seus seguidores suas normas e tentam sobrepor suas condutas aos demais cidadãos. Fomentam a segregação entre as pessoas, o ódio explícito a outras expressões religiosas e a todos os demais que não são seus súditos. Além disso tentam interferir na criação de leis que tentam proteger os grupos que são considerados minorias. Isso é inadmissível em um estado democrático. Nenhuma instituição religiosa deve pretender legislar para um país. Nenhuma nação desenvolvida mistura religião e estado.
O que é realmente lamentável é o tempo que eles gastam nos veículos de comunicação perpetuando no subsconciente coletivo ainda mais a homofobia. Ditam que os homossexuais sejam marginalizados e que é ultrajante exigirem qualquer direito.
Os espetáculos esdrúxulos que são dados por bispos nos canais de televisão, com ofensas pessoais, exarcerbação de egos e as tentativas de defenderem e ampliarem seus rebanhos são mesquinhos que contradizem o amor de Jesus.  Não vêem aos seus fiéis como seres humanos e sim como cifras.
Segundo contam, Jesus Cristo foi um revolucionário que contrariava as leis vigentes da época, estava ao lado dos marginais e defendia a paz, a harmonia e principalmente o amor. Provavelmente se ele nascesse hoje no Brasil, seria crucificado pelos mesmos que usam o seu nome para conquistarem poder e dinheiro.
Os dogmas cristãos instaurados pelas religiões empurram os que não se encaixam em suas regras à marginalidade e contribuem para que os mesmos sejam castigados pela sociedade. O Papa, número um da dinastia católica dita aos governos que a constituição seja uma réplica da Bíblia.
Sinto-me a vontade em criticar essas instituições que transgiversam sobre o que elas condenam. A hipocrisia das frases que dizem que não são contrárias aos homossexuais e sim a prática da homossexualidade é subestimar a inteligência de qualquer pessoa com um pouco de discernimento. É colocar os cidadãos uns contra os outros. 
Sei que existem cristãos que exercem a caridade e o amor e estão desintoxicados de qualquer manobra política e essas pessoas merecem todo o respeito, pois não tentam ferir a dignidade de ninguém.
A hipocrisia da sociedade brasileira é uma característica explícita que serve de matéria de estudo para inúmeros sociólogos internacionais. Trata-se de um moralismo duplo, pois usa o dedo para apontar os vizinhos em nome de Jesus Cristo, mas esquece do princípio fundamental do cristianismo que contraria de forma constante e natural: ame o próximo como a ti mesmo.

O Brasil é um país cristão... e é considerado o lugar mais violento do mundo.
O Brasil é um país cristão... e se cometem 50 mil homicídios a cada ano.
O Brasil é um país cristão... e a corrupção em todas as esferas é outra grande característica.
O Brasil é um país cristão... e é o epicentro de assassinatos de pessoas LGBT.
O Brasil é um país cristão... e com a maior desigualdade social entre brancos e afrodescendentes.
O Brasil é um país cristão... e as pessoas andam com medo pelas ruas.

Poderia ser citadas inúmeras mazelas sociais que existem nesse território gigante chamado Brasil. E muitos iriam apontar a responsabilidade para qualquer outro lugar. Citariam políticos,  Lucífer, Belzebú e outros demônios copiosamente, mas não assumiriam nunca sua parte de culpa.
O brasileiro é cristão para criticar e cercear os direitos individuais alheios, mas não para viver em paz consigo mesmo.


As igrejas continuam perpetuando o preconceito e o ódio contra a imagem que vemos acima. Contribuem de forma direta e indireta para que essa foto seja desagradável de se ver.


Para muitos brasileiros, o menino caído no chão é apenas um estorvo na calçada. Seria mais agressivo vê-lo adotado por um casal homossexual.


O beijo entre duas pessoas do mesmo sexo é repugnante e a população não aceita que isso seja exibido na televisão.


Em pesquisas recentes, grande parte dos brasileiros é a favor da pena de morte... e somos o segundo país com maior número de cristãos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário