quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Petrus Romano: Cardeal italiano Angelo Scola é o favorito na corrida para suceder Bento XVI



by Blog Juízo Final
A renúncia do Papa Bento XVI desperta, de imediato, especulações sobre quem será o próximo “sucessor do apóstolo Pedro”, líder da Igreja Católica Apostólica Romana. Nas discussões informais em Roma, quem encabeça a lista dos papáveis atualmente é o cardeal italiano Angelo Scola, da arquidiocese de Milão, uma das mais importantes da Itália. A lista dos nomes considerados traz ainda outros representantes da Europa, Canadá, Estados Unidos e também da América Latina – entre eles, o brasileiro Odilo Pedro Scherer arcebispo de São Paulo.
Embora não existam pré-requisitos oficiais para ser um “papabile” (“papável”), há mais de 600 anos eles elegem entre si o novo Papa. Atualmente, existem 119 cardeais eleitores, isto é, com menos de 80 anos e que podem votar. Durante o período de transição, quem administra a Igreja é o colégio de cardeais, especialmente na figura do “camerlengo”, o responsável pelos bens da Cidade do Vaticano. Trata-se do Secretário de Estado, o “número dois” do Vaticano, atualmente o cardeal italiano Tarciso Bertone.
Pela proximidade com o Papa, Bertone é um dos candidatos naturais para suceder Bento XVI, embora neste momento não seja o favorito. Sua função envolve grande autoridade política e diplomática e, por isso, ele conhece bem o funcionamento do Vaticano.
O favorito Angelo Scola, da arquidiocese de Milão, uma das mais importantes da Itália, é especialista em antropologia teológica e muito alinhado a Bento XVI, o que é visto como uma qualidade. Ambos são pensadores católicos. Scola é mais extrovertido e carismático do que Ratzinger. É muito aclamado em Milão e, portanto, está acostumado com multidões.
Seus fãs dizem que Scola mistura a autoconfiança de João Paulo II com a intelectualidade de Bento XVI. Ele tem 71 anos, idade que lhe confere ampla experiência como religioso, bispo e administrador, sinalizando que seu pontificado duraria até 20 anos – seria mais longo do que o de Bento XVI, Papa por apenas sete anos. Porém, é justamente a idade que pode tirar votos de Scola: alguns cardeais querem um papado mais longo.[1]

Será Ângelo Scola o falso profeta?

Ainda não se sabe sobre quem a fumaça preta e esotérica do Vaticano vai pousar, mas o candidato mais forte ao cargo de líder mundial das religiões do cristo cósmico Baha’u’llah  é Ângelo Scola.
Inclinando o seu coração para o reino de Abhá, Ângelo Scola tem se esforçado na criação de um diálogo ecumênico com o islã através do projeto Oasis.
Além disso, Scola possui um brasão radicalmente esotérico. Vamos à uma rápida análise dos símbolos:
brasão scola
O chapéu usado em seu símbolo usa uma espécie de contagem regressiva na seqüência:  5 4 3 2 1, como se estivesse indicando a proximidade do grande dia da revelação.
Abaixo do chapéu temos a cruz de cavaca, artefato mágico usado para dobrar a fé em um rito qualquer, ou seja, esse artefato ajudará ao seu dono a fazer muitos falsos sinais.
Abaixo temos a bandeira de São Jorge, patrono da ordem da Jarreteira britânica. Os descendentes da coroa inglesas são os candidatos  mais fortes ao cargo de executivo mundial na ordem de Baha’u’llah. O executivo Mundial reinará ao lado do Papa.
Do lado direito do brasão temos a estrela de oito  pontas que está um pouco abaixo de uma cruz tradicional. Isso indica a chegada do oitavo manifestante  solar. Observe que a estrela de oito pontas também pode ser encontrada na tumba de Baha’u’llah.
Do lado esquerdo do brasão temos duas bandeiras bancas e um pouco abaixo duas cruzes, isso indica como a besta de dois chifres enganará muitas pessoas se passando por cristãos e por promover a paz global.
Voltando para a cruz  que está no topo do barco, ao lado dela temos uma bandeira cortada em três partes para representar o poder que emana do falso profeta e da besta de dois chifres.
São  por esses motivos que Scola é um dos candidatos mais fortes para ser o sucessor de Bento, mas isso só o tempo dirá. Afinal, satanás pode ter algum outro preferido no Vaticano.[2]

Bento XVI indica Ângelo Scola para falso profeta

Resumo da notícia:  “…Papa Ratzinger indica Angelo Scola como seu sucessor –(…)A fundação e a revista Oasis, desejadas por Scola em Veneza, são há anos o instrumento muito eficaz dessa linha ideológico-pastoral de fôlego “global” mas de evidentes implicações europeias, dada a presença do islã como segunda religião (em expansão demográfica galopante) em todas as grandes metrópoles do velho continente. Só em uma ótica “mesquinha” se pode pensar que, com a investidura de Scola, seguidor do Pe. Giussani, Ratzinger paga a dívida de gratidão para com o Comunhão e Libertação, lobby de reboque da sua eleição.(…) Na realidade, Ratzinger vê em Scola o sucessor capaz de continuar com mais coerência e sucesso do que os outros papáveis o desafio obscurantista da revanche de Deus, sobre as luzes que caracterizam o seu pontificado: intransigência dogmática, “fronte integralista” com o islã, presença decisiva da fé católica na legislação civil, imparcialidade no confronto público com o ateísmo, acompanhados por uma afabilidade pastoral superior à sua…”
Comentário: Ora, qual a serventia daquela encenação do Vaticano em escolher o próximo Papa usando a famosa  fumaça  preta? A verdade é que por volta do ano de 1929, o mestre da globalização Abdu’l’Bahá (Filho do Cristo Cósmico Baha’u’llah) traçou o perfil do Papa ideal para o reinado do seu pai. O futuro Falso profeta precisa criar uma ponte entre o cristianismo e o islã, tal como o Papa Silvestre II fez.
Inclinando o seu coração para o reino de Abhá, Ângelo Scola tem se esforçado na criação desse diálogo ecumênico com o islã através do projeto Oasis.
Abaixo temos o perfil do futuro Petrus Romano:
“…Estudante brilhante, obteve o doutorado em Filosofia pela Universidade Católica de Milão, e em Teologia pela Universidade de Friburgo (Suíça), onde também deu aulas. Nomeado por João Paulo II reitor da Universidade Lateranense em 1995, é reconhecido por ter elevado o status acadêmico da instituição durante os seis anos em que ocupou o cargo…”[3]
Referências:
[1] http://www.correiodeuberlandia.com.br/brasil-e-mundo/cardeal-italiano-angelo-scola-e-o-favorito-na-corrida-para-suceder-bento-xvi/
[2] http://apocalipsetotal.wordpress.com/2013/02/11/bento-xvi-desiste-de-ser-o-falso-profeta/
[3] http://apocalipsetotal.wordpress.com/2012/02/21/bento-xvi-indica-angelo-scola-para-falso-profeta/

Nenhum comentário:

Postar um comentário