segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Sodoma e Gomorra podem ter sido destruídas por uma chuva de cometas

por Jarbas Aragão

A BÍBLIA diz em Gênesis 19: 24 que Deus destruiu Sodoma e Gomorra com uma “chuva de fogo e enxofre”. Porém, recentemente a NASA tem procurado responder a questões como “Existe uma explicação plausível sobre o que a Bíblia diz sobre Sodoma e Gomorra? O enxofre e o fogo que caíram do céu e a esposa de Ló transformar-se em estátua de sal possuem uma base científica?”.
O doutor John S. Lewis, professor emérito de ciências planetárias da Universidade do Arizona e co-diretor do departamento de pesquisa do curso de Engenharia Espacial da Universidade do Arizona, afirmou acreditar que a destruição de Sodoma e Gomorra foi causado por cometas.
Vários outros astrônomos acreditam que a destruição das cidades está relacionada com a atividade de um cometa. John Lewis defende sua tese de “bombardeio cósmico” em seu livro: Rain of Fire and Ice: The Very Real Threat of Comet and Asteroid Bombardment [Chuva de Fogo e Gelo: A ameaça real do bombardeio de cometas e asteroides].
“A chuva de fogo do céu poderia ser a descrição dos danos causados pela desintegração de um cometa caído na atmosfera terrestre sobre essas cidades antigas. Grandes pedaços de material rochoso e gelo caindo do céu teriam a aparência de uma “chuva de fogo”. Além disso, o material dos cometas é rico em enxofre. Até mesmo uma queda de pequenos meteoritos pode causar um cheiro de enxofre tão forte que afogaria qualquer um”, explicou o cientista.
Poucos comentaristas bíblicos entendem qual o verdadeiro significado da descrição de fogo e enxofre caindo do céu. A atividade vulcânica não poderia ser usada para explicar o fogo e enxofre, pois não existem formações vulcânicas na região. Tentando explicar esta frase, alguns dizem que a destruição de Sodoma e Gomorra foi causada por um terremoto e o gás metano liberado, de alguma forma, pegou fogo, gerando explosões em depósitos de enxofre e alcatrão encontrados nos locais que as chamas chegaram até o céu.
No entanto, uma atividade sísmica deste tipo não tem precedentes e seria implausível em termos de geologia. Segundo a astronomia e a literatura antiga, a expressão “fogo caindo do céu” é simplesmente uma frase descritiva.  “Fogo do céu” poderia ser uma descrição exata de um material cósmico (meteorito , asteroide ou cometa) queimando ao entrar na atmosfera da Terra.
Outras indicações de que um bombardeio de cometas podem ter causado a destruição de Sodoma e Gomorra estão em Gênesis 19:28. ”…viu, que a fumaça da terra subia, como a de uma fornalha.” Portanto, houve uma nuvem de fumaça que seria a consequência natural da explosão de um cometa batendo no solo. Um terremoto abriria apenas uma fissura no chão, não produziria uma nuvem alta, nem geraria os nódulos de enxofre presentes nas cinzas encontradas na área.
Até mesmo o impacto de um pequeno fragmento cósmico sobre Sodoma e Gomorra poderia liberar energia equivalente à explosão de várias bombas de hidrogênio e gerar uma nuvem em forma de cogumelo parecida com a das explosões nucleares. A Bíblia também usa a expressão “fumaça de uma fornalha” em Apocalipse 9:1-2, para descrever como uma estrela (corpo celestial – um cometa?) do céu cai sobre a terra e abre um grande buraco. Também diz que o céu escureceu e o sol foi obscurecido pela fumaça. Sem dúvida, esta parece à descrição do impacto explosivo de um cometa.
E quanto ao que aconteceu com a mulher de Ló, segundo narra Gênesis 19:26? A palavra hebraica traduzida como “sal” é “malach”, que pode significar “poeira”. Ou seja, ela foi  ”pulverizada”, seja como sal ou poeira. Ao olhar para trás, ela se tornou uma coluna de sal/poeira.
Sabe-se que o impacto de um cometa produz grandes quantidades de poeira. Depois de um impacto sobre o solo, geram fortes ventos que contém grãos de poeira superaquecidos que poderiam facilmente encobrir um ser humano. Assim, qualquer um que estivesse dentro do raio de alcance seria sufocado e coberto pela poeira quente que deve endurecer depois que esfria.
Há vestígios de uma situação parecida quando foram achados corpos totalmente cobertos por cinzas e poeira durante a erupção vulcânica que atingiu a cidade italiana de Pompéia, lembra o doutor Lewis.
Traduzido e adaptado de Acontecer Cristiano




Nenhum comentário:

Postar um comentário