sábado, 9 de março de 2013

Os mistérios de civilizações antigas ou perdidas

Compreender o passado é o que nós – historiadores,teólogos e arqueólogos – procuramos fazer. Olhando para o passado, vamos testemunhar a ascenção e queda de civilizações, enquanto a humanidade trilha um caminho de construção e destruição. Ainda assim, há algumas culturas antigas que parecem incrivelmente estranhas para nós.
Algumas atingiram grandes avanços e foram destruídas por algum tipo de cataclismo, enquanto outras – apesar dos relatos e histórias – parecem nunca ter existido. Aqui está uma lista de cinco grandes mistérios que cercam os povos antigos.
Esta lista foi extraída e adaptada do Listverse
>>> Não deixe de conferir:
Listas de História: o que são e para que servem

5- A Esfinge
A maioria dos egiptólogos acreditam que a Esfinge de Gizé tem cerca de 4.500 anos. Mas este número é apenas isso – uma crença, uma teoria – não um fato. Então, quando foi construída? John West desafiou esta datação quando notou o desgaste vertical na sua base, que só poderia ter sido causado por longa exposição à água da chuva. O problema é que não chove no deserto. Então, de onde veio a chuva? Aquela região só experimentou regime de chuvas há, aproximadamente, 10.500 anos. Isto mais que dobraria a idade da Esfinge. Além disso, Bauval e Graham Hancock calcularam que a Pirâmide de Quéops também remonta a cerca de 10.500 anos. Este período seria anterior a civilização egípcia, o que levanta a pergunta: Quem construiu estes monumentos e por quê?
4- As Linhas de Nazca
As famosas linhas de Nazca podem ser encontradas em um deserto, a cerca de 200 quilômetros ao sul de Lima, Peru. Em, aproximadamente, 37 milhas de comprimento e uma milha de largura, estão gravadas as linhas e as figuras que surpreenderam o mundo científico desde a sua descoberta, na década de 1930. Algumas linhas são perfeitamente retas, paralelas umas às outras, ou fazendo intersecção. Mais intrigante são as figuras gigantescas de animais ou insetos esculpidos na terra – um macaco, uma aranha, um beija-flor, entre outros. O enigma é que estas linhas só podem ser reconhecidas a partir de uma altitude elevada. Qual é o seu significado? Alguns acreditam que elas têm função astronômica, enquanto outros pensam que serviam em cerimônias religiosas. Até agora, não há resposta.
3- A Localização de Atlântida
Há muitas, muitas, muitas teorias quanto à verdadeira localização de Atlântida. A mais conhecida é a versão de Platão, que escreveu sobre o belo e tecnologicamente avançado continente, por volta de 370 a.C. Porém, sua descrição da localização era vaga e limitada. Alguns concluem que Atlântida realmente nunca existiu. Edgar Cayce defendeu que os remanescentes do continente seriam encontrados nas ilhas Bermudas. Em 1969, algumas estruturas geométricas em pedra pareciam confirmar a tese de Cayce. Outras supostas localizações de Atlântida incluiriam Antártida, México, costa da Irlanda, e até a costa de Cuba.
2- O Calendário Maia
Tem havido muita preocupação acerca das profecias do calendário maia. Esta preocupação se baseia no fato de que a contagem do calendário termina no dia 21 de Dezembro de 2012. O que seria isto? O fim do mundo através de uma guerra ou cataclisma global? O início de uma nova era para a humanidade? As profecias apocalípticas têm uma grande tradição de fracasso, afinal, todas erraram até agora. No entanto, por medida de precaução, em 2012, você pode querer fazer suas compras de natal mais cedo
1- Ruínas Submersas do Japão
Ao largo da costa sul de Okinawa, no Japão, submersa aproximadamente 100 metros de profundidade, se esconde uma série de estruturas enigmáticas que parece ter sido construída por alguma antiga “civilização perdida”. Céticos dizem que estas estruturas são, provavelmente, de origem natural. No entanto, mergulhadores conseguiram distinguir um arco maciço e um portão feito de blocos de pedra, parecidos com aqueles encontrados em antigas cidades incas, na América do Sul. Isto parece confirmar que foram produzidas pelo homem. A arquitetura inclui o que parece ser ruas pavimentadas e cruzamentos, altares, escadas que levam a amplas praças e torres.
 Prof_Michel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário