domingo, 25 de agosto de 2013

ALGUNS PRINCÍPIOS DE TEOSOFIA




SABEDORIA ANTIGA – profundo e vasto conhecimento sobre nós próprios, nosso propósito na vida, a natureza, o universo, os mais altos princípios divinos e a longa pré-história do homem nesta terra. A Teosofia é a porção do conhecimento antigo trazido a nós por H.P. Blavatsky no fim do século XIX, como foi a ela ensinado pelos seus Instrutores no Tibet.

Alguns de seus princípios são:

* Tudo no universo origina-se de uma fonte ilimitada, eterna, incognoscível. Depois de um período de existência manifestada, o universo retorna a essa fonte.

* O universo em si é um todo orgânico, vivo, inteligente, consciente e divino.

* As leis da natureza são o resultado de forças inteligentes.

* A lei do carma preside todo o universo. Ela opera em todos os níveis, assegurando justiça, harmonia e equilíbrio.

* Nós reencarnamos em vidas sucessivas. Quando chegamos ao nível humano, não retrocedemos às formas animais.

* A lei do carma age sobre nossas vidas sucessivas para garantir a justiça. (Não podemos nos livrar dessa lei). Nós somos a causa de cada alegria e dor de nossa própria vida.

* Uma lei de ciclos fornece uma estrutura fundamental em todos os níveis. Dois exemplos são: nosso padrão de reencarnação e as contínuas "vidas" do universo quando ele aparece e, então, retorna à sua origem.

* A analogia e a correspondência fornecem uma estrutura fundamental ao universo. Esta é uma afirmação ampla do axioma: "Assim em cima, como embaixo".

* A evolução se aplica, em grande escala, a toda a vida.

* A alma é envolvida neste mundo de matéria. Ela tem experiências e aprende. A alma, então, empreende seu caminho de volta, numa longa peregrinação à sua fonte primal. Isto também segue um padrão cíclico.

* Esta evolução ganha experiência, autoconsciência e uma perfeição sempre crescente. A evolução ocorre nos planos físico, mental e espiritual.

*A "sobrevivência do mais forte" junto com a acumulação gradual de pequenas mudanças vantajosas não explica a "origem das espécies". A origem das espécies deve-se a um plano inteligente.

*A humanidade passou por uma evolução significativa em longos períodos nos continentes (não ilhas) da Atlântida e da Lemúria.

*Há uma constituição setenária do homem, desde o plano físico até o puramente espiritual.

* Os pensamentos são objetos tangíveis nos planos mais altos. Cada pensamento e ação exerce um efeito sobre nós e nosso entorno e tem consequência cármicas.

* Os três planos mais altos dessa constituição formam o "Eu Superior" e é este que reencarna de vida em vida e acumula experiência, lições e virtudes. Os planos mais baixos formam o "eu inferior" e são o veículo usado pelo eu superior enquanto este vive neste nível ativo e de testes da vida encarnada.

* No momento da morte, temos uma revisão da nossa vida passada – enquanto nos despimos desta moldura física. Após um curto período, que varia muito entre os indivíduos, jogamos fora os outros aspectos inferiores de nossa constituição e o eu reencarnante começa um longo período de descanso merecido, cheio de misericórdia, antes do próximo nascimento.

* Freqüentemente, durante esta vida, nossa natureza espiritual é obscurecida por nossa vida diária autocentrada, quando alimentamos nossas necessidades e desejos imediatos. Mas o eu espiritual está sempre lá para nos guiar se o buscarmos com nosso forte e honesto desejo.

PRINCÍPIOS DA TEOSOFIA - JINARAJADASA- WWW.EDITORATEOSOFICA.COM.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário