domingo, 17 de novembro de 2013

A Terra Prometida



A Quarta Face Terrestre – A Terra Prometida
Assim como está a Terra, assim estão os seus seres, assim é o homem. Esta face terrestre que aqui vamos chamar Planeta Terra, mais do que provado, é um ser vivo, espiritual, energético, físico e material. Faz parte de um ser maior, ao qual está interligada desde o seu núcleo de fogo astral até a sua primeira parte interna. Esta primeira é como uma esfera totalmente luminosa e cristalina, parecendo ser uma imensa bola de cristal polido. A sua segunda crosta é parecida com um aço polido e luminoso, prateado. A sua terceira crosta é totalmente fogo astral, parte de um núcleo de energia solar do seu primeiro sol, chamado Ômega.
Depois destas faces internas, existem mais três faces totalmente materializadas, sendo o nosso planeta a terceira face terrestre. Acima de nós, em um espaço superior e paralelo, existe a quarta face terrestre e, sucessivamente, a quinta e a sexta. A sétima face foi totalmente recriada a partir da sua origem astral do primeiro orbe do sol de Ômega e do sol de Alpha.
Por tudo isso, a Terra, nas Escrituras Sagradas, é muitas vezes chamada de Terra e, tantas outras, de Terras. Sabiam os profetas, os apóstolos de Cristo e muitos dos seus seguidores, que este planeta faz parte de um sistema. Sabiam também que, acima da nossa esfera terrestre, exatamente no quarto espaço celeste, totalmente fora do conhecimento humano, está a sua quarta face.
A quarta face terrestre, dentro do seu orbe, é iluminada por uma outra face solar ligada ao nosso Sol e por uma outra face lunar, ligada à nossa Lua. Neste quarto espaço, o Sol é maior que o nosso e a Lua é totalmente luminosa, pois possui luz própria de cor dourada.
Esta é, cientificamente, a Terra Prometida, que muitos buscaram, mas que nenhum homem comum, sem os conhecimentos vindos do Alto e sem as experiências e conhecimentos sobre o seu próprio sistema de vida, puderam alcançar. Somente aqueles que se tornaram homens, vindos de uma sabedoria maior, puderam provar pessoalmente esta experiência.
Existe em torno da Terra, assim como existe no homem, um orbe astral semi-energia e semi-matéria, que interliga desde o seu centro esta nossa terceira face terrestre à quarta face ascendente. Este orbe de energias é formado, ao mesmo tempo, por sete orbes de sete cores. Por dentro deles, existem no espaço, as passagens de tempos para um outro tempo e um outro espaço, ou seja, os canais espaciais, que as naves se utilizam para passar de um espaço-tempo ao outro.
Um outro céu brilhante é o que contemplamos na quarta face terrestre, tão próximo e tão visível aos olhos é o astral luminoso da quarta face, que parece ser milhares de pontos luminosos em um céu totalmente claro. Lá não existe noite e, por este orbe astral, são captadas partículas de energia solar e lunar, que permanecem em constantes transformações, provocando luminosidade além da luz do Sol, por um período de um dia solar, e além da luz lunar, por um período de um dia lunar.
É totalmente diferente o céu do quarto espaço celeste, é totalmente diferente a quarta face terrestre. Nela não existem mares, são imensos lagos e rios de águas cristalinas. Muitos dos profetas, até os citados na Bíblia Sagrada, escreveram estas frases: “Vi um novo céu, uma nova Terra, um novo Sol e os mares já não existiam”. Esta visão profética refere-se exatamente à quarta face terrestre.
A partir desta face terrestre que também foi chamada a Terra Prometida, o ser humano que nela entra, tem que ser modificado espiritual, energética e fisicamente para nela se adaptar. Por ela ter o Sol e a Lua como esferas luminosas, o homem também tem que ter os seus dois hemisférios cerebrais, direito e esquerdo, totalmente evoluídos e iluminados.
Queremos dizer que os seres que aí permanecem por um período de vida, passam a conhecer, através de outros irmãos ascendentes que cuidam desta quarta face terrestre e de todos os tipos de vida nela existentes, que o espírito existe. Ainda estes que se tornaram também estudiosos, passam a saber e conhecer os seus cérebros como centros de vida. Somente ele pode evoluir, ou melhor, primeiro tem o cérebro que evoluir para que todas as outras coisas possam caminhar no mesmo alinhamento.
A partir da quarta face terrestre, não pode existir anti-energias e cores ou cromática negativa, nem nos orbes planetários, nem no astral dos seres totalmente recuperados. Por isso, passam por um período de tratamento, por um período de adaptação e por um período de vida na quarta face terrestre. A partir daí, abre-se a verdade no cérebro humano, apagam-se os registros dos esquecimentos, acendem-se as luzes no ser, por onde começa-se uma nova jornada pela verdade. Portanto, também na quarta face terrestre, não existem reencarnações sucessivas inconscientes.
É somente a partir do quarto espaço-tempo celeste que o homem pode conhecer a verdade. Primeiro sobre ele e a sua origem astral e qual a distância no espaço e no tempo que os separa. A partir daí, as luzes do espírito iluminam a matéria. A partir daí, ele reconhece o seu verdadeiro nome e por se iniciar pela verdade, em um caminho astral ascendente verdadeiro, ele pode entender que vive realmente, que muda de matérias, mas de tudo o que é da sua origem, que está nele assim como foi criado, nada se modificou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário