quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Animais no plano espiritual


Para aqueles que amam seus animais de estimação, um dos momentos mais difíceis é quando estes desencarnam (morte do corpo físico). Esta tristeza pode durar dias, meses, anos ou, até mesmo, nunca passar, o que não é bom para ambos os lados: homem e animal.





Os espíritas são apontamos muitas vezes como pessoas desapegadas em relação à morte de entes queridos (o que inclui seus animais de estimação). Isto não é verdade!

Os espíritas compreendem melhor a desencarnação, pois, como a própria palavra já descreve, acreditam na morte do corpo físico e na continuidade da vida, pelo Espírito! Todos são espíritos: homem e animal








O Espiritismo é a união da ciência, filosofia e religião. Concorda, em muitos pontos, com a Evolução das Espécies (Charles Darwin) e não acredita quando algumas religiões dizem que Deus criou o homem como ele é, e os animais como eles são por toda a eternidade (Leia mais em Criacionismo x Evolucionismo).

Por que Deus, em sua infinita bondade, disponibilizaria a evolução apenas para o ser humano?  



Quando se analisa mais profundamente a questão levantada, confirma-se que não seria lógico somente os homens possuirem alma e evoluírem moral e espiritualmente. Não é mesmo?

A partir daqui, entende-se que a vida continua para os animais também! E, desta maneira, entendendo que a morte do corpo físico é também o início da vida em um outro plano, e principalmente a continuação rumo a evolução espiritual, o espírita trabalha para desapegar-se de sentimetos que o consomem como a tristeza em demasia, a raiva etc e nutre aqueles que o ajudam: compreensão, fé no plano superior, fé em Deus.



Claro que a saudade permanece! Temos saudade daqueles que nos fizeram bem. Desta forma, existem carinhos do plano espiritual. Podendo um animal reencarnar em um novo filhote, vindo a ter contato com a mesma família. Porém, não se deve esperar que isto aconteça, pois apenas o plano espiritual sabe sobre os caminhos que aquele animal deve passar rumo à sua evolução.



Existe uma história muito interessante de Chico Xavier com uma cachorrinha chamada Boneca. Veja o vídeo abaixo e/ou clique para ler: Chico e Boneca - Adelino da Silveira


Quando os animais desencarnam, aqueles donos que cuidaram da melhor maneira daqueles, devem ficar tranquilos e certos de que o plano espiritual se encarregará da melhor forma. Jamais os animais, nem mesmo os menores, estarão desamparados. 

Sentir saudades daquele que foi nosso compaheiro fiel... é natural, entristecer-se... é natural, chorar... é natural; pensar no quão importante e bom foi tê-lo ao nosso lado, enquanto isto foi possível, e saber que a vida continua, o laço afetivo permanece, o amor se eterniza... é espiritual e sábio. É muito mais do que a aceitação, é a confirmação do amor que une todos os seres vivos e permanece vivo dentro de cada um.


Nenhum comentário:

Postar um comentário