segunda-feira, 8 de setembro de 2014

OS CONCEITOS DE CÉU, INFERNO E PURGATÓRIO

Os conceitos de Céu, Inferno, Purgatório e Umbral

O Portal e o Habitante do Umbral.
Inferno e Purgatório.
A noção de Céu e Inferno é uma noção tipicamente cristã-católica. 

A sua função era amedrontar as pessoas que estavam morrendo 
com a necessidade de se batizarem e "aceitarem Jesus" para que não
 ardessem no inferno por toda a eternidade. Isso, muitas vezes, claro,
 significava deixar para a igreja uma boa parte da sua herança.
 No entanto, quando eram questionados sobre para onde iam, por
 exemplo, uma criança que nunca havia pecado mas que morria 
sem ter sido batizado, ou pessoas extremamente pecadoras e que
 no último instante eram batizados, a igreja não podia dizer que esta 
iria para o céu e aquela para o inferno apenas por terem sido batizadas.
 Assim, surgiu a história do purgatório. Este seria um lugar um pouco 
melhor que o Inferno e pior que o Céu. Seria para lá onde iriam 
pessoas nas situações mencionadas, durante um tempo, até
 expurgarem seus pecados e se purificarem para ir para o Céu.   

Céu e Inferno.
A doutrina Espírita já tinha superado a ideia de penas eternas. 
Allan Kardec em sua obra, Céu e Inferno, explica que não existiria lógica 
em Deus criar o ser humano para uma vida extremamente curta, 
expondo-nos a todas as possíveis aprovações, para então apenas
 por algumas circunstâncias decidir se iremos passar toda a eternidade 
no Céu ou no Inferno. De certa forma, entretanto, o Espiritismo 
reconhece a existência do purgatório já que o próprio em sua obra diz: 
"O inferno reduz-se à figura simbólica dos maiores sofrimentos cujo 
termo é desconhecido. O purgatório, sim, é realidade". (Céu e Inferno,
 pág. 79). Mas, onde ficaria o purgatório? Como ele seria? 
Quanto tempo ficaríamos por lá, até sermos merecedores de irmos
 para o Céu? A essas perguntas, Kardec não responde, no entanto, 
se analisarmos a obra de André Luiz, psicografada por 
Chico Xavier, constataremos que o Umbral faz o papel de purgatório

O que é o Umbral?
Entretanto, o que, de fato, é o Umbral? É um lugar para onde alguns
 vão quando morrem, ou é um estado vibratório? Qual é a função do
 Umbral no nosso desenvolvimento espiritual? Em espanhol, a palavra
 "umbral" se refere apenas a um pedaço de madeira que nas casas 
mais antigas eram colocadas ao "pé" das portas (linkaqui). Seu 
sentido mais próximo então seria algo como "Portal". Na Ordem 
Rosacruz, o termo Umbral também é muito utilizado mas não para 
designar um local para onde iríamos ao morrer. Seu significado mais 
próximo seria o de um estado vibratório específico por qual podemos 
passar tanto em vida quanto em morte. Seria um momento onde
 nos seriam apresentados obstáculos ao nosso crescimento espiritual. 
Seria um estado vibratório marcado por dificuldades e necessidades 
de escolhas. Quantas vezes não já passamos por isso ainda em vida?

O Habitante do Umbral.
Outro termo recorrente na Ordem Rosacruz é o de "Habitante do Umbral".
 Para o Espiritismo, ainda levando em consideração a obra de 
André Luiz, habitante do umbral seria nada mais do que os
 espíritos desencarnados que perambulam por esta espécie de 
"purgatório". Entretanto, para o Rosacrucianismo, o termo é um 
pouco mais complexo. O Habitante do Umbral seria o nosso lado mais 
ruim. Seria aquela vozinha dentro da gente que nos impede de ultrapassar
 o Portal do Umbral (momentos de dificuldade). Para que se possa 
ultrapassar alguns graus na Ordem Rosacruz, é necessário encontrar
 com o Habitante do Umbral e passar pelo seu Portal, tudo isso, claro, de maneira simbólica. 

O Umbral e Jesus.
Alguns podem ter a impressão de que encontrar-se com o Habitante 
do Umbral seria o mesmo que encontrar-se com o Diabo e passar pelo 
Portal do Umbral seria o mesmo que ir para o Inferno. Entretanto, 
vale a pena lembrar que este momento também fora enfrentado por 
Jesus Cristo na passagem onde Jesus encontra o demônio no
 Jardim da Getsêmani. Naquele momento, Jesus era tentado a desistir
 da sua missão e rejeitar o momento de dor e sofrimento que viria mais
 tarde. Ou seja, ele era tentado a não passar pelo Portal do Umbral. 
Entretanto, Jesus enfrentou o Habitante e passou pelo portal e, só então,
 cumpriu sua missão. E vocês? O que pensam sobre este assunto? 
Já passou pelos "umbrais" da vida? Já teve que enfrentar o Habitante
 do Umbral? Comentem...

Nenhum comentário:

Postar um comentário