segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Significado Psicológico das Cores no Ser Humano



Marrom
O marrom simboliza a terra, que é fixa e possui todos os nutrientes necessários para alimentar o planeta e gerar novas vidas.
Também preenche os espaços vazios de um território com acomodação e movimentos justos, gerando pequenos tremores ou grandes terremotos.
Quem está usando o marrom em suas roupas ou sente atração por essa cor demonstra sede de justiça. Silencia para observar uma situação e procura ser discreto para solucionar um problema, mas, se for necessário, intervirá decididamente no assunto, provocando mudanças fortes num ambiente ou numa personalidade. Essa pessoa
tem senso profundo de colaboração, mas fica sempre  na posição de aguardar e perceber para se adaptar. É a grande mãe ou o grande pai, que ampara com segurança os seus dependentes. Pode  se tornar, muitas vezes, obstinadamente teimoso, o que conflita com seu poder de fazer justiça. Quando se sente anulado, transforma  sua imagem de repente e provoca um “terremoto” para reequilibrar sua personalidade e seu ambiente.
Verde
O verde simboliza a mata, que é variada em suas formas e tons.
Equilibra a terra, não permitindo que as chuvas provoquem erosões.
Traz o oxigênio e a sombra para os seres vivos e consegue ser o seu próprio adubo, com suas folhas velhas e secas. Também mostra ao homem, através da vegetação escura, onde a região é mais úmida e onde estão os mananciais de águas puras para saciar a sede de outros seres. Enfim, a pessoa que veste verde ou se sente atraída por essa cor está ampla em sua alma, é receptiva, firme, simpática e procura ser equilibrada em seus pontos de vista. Está harmoniosa em gestos e palavras e emana calma aos que se aproximam dela. Com o verde, a pessoa se torna boa ouvinte, sensível em seus sentimentos, mas forte para ajudar. Também sente sua alma mais tranqüila e sabe ser flexível quando vem o vendaval. É muito bom usar o verde!
Azul
O azul simboliza o céu, que está acima de nós e envolve todo o campo visual do homem. Qualquer mudança meteorológica o torna o centro das atenções. Quando se trata de assuntos espiritualistas, o céu é citado como um mistério a ser desvendado. Também a melhor forma de marketing é perto do céu, no alto, onde não há poluição visual e qualquer mensagem pode ser vista a longa distância.
Dentre outras características que o céu possui, a pessoa que veste azul ou sente atração por essa cor tem necessidade de estar entre amigos e ser o centro das atenções. Tem sempre algo diferente ou interessante para comunicar e consegue fazer boas limpezas no emocional de outras pessoas. E deslumbrante, envolvente e fica sempre acima de qualquer mesquinharia ou mexericos. Ao vestir-se de azul, você está, inconscientemente, transmitindo conhecimento, união de credos e purificação de  ambientes, tanto pelas palavras, quanto pelo comportamento. É uma forma de a alma elevada se expressar.
Vermelho
O vermelho simboliza o fogo, que queima, aquece, invade, devasta, transforma químicas e minérios, consome oxigênio em grande quantidade, mantém a vida pelo calor e é um notável bactericida e purificador.
A pessoa que se veste ou tem preferência pela cor vermelha revela determinação na busca de seus ideais. Está disposta a lutar bravamente para resgatar algo ou alguém, pouco se importando se tiver de invadir territórios ou enfrentar oposições. O perigo do vermelho está na alteração do sistema nervoso: mostra que a pessoa carrega raiva ou
ira em sua alma e que, a qualquer momento, poderá ter uma crise nervosa contra alguém ou algo. O vermelho está relacionado à sexualidade e a toda a agressividade do ser humano. Quando se usa o vermelho se está indicando,
inconscientemente, a necessidade de extravasar esse fogo através do trabalho, do lazer ou pelo ato sexual. Não é saudável vestir crianças com roupas vermelhas, porque isso as torna agitadas, nervosas e briguentas. O adulto deve estar atento quanto ao seu próprio comportamento: percebendo-se nervoso ou agitado, não deve, sob hipótese alguma, vestir-se com trajes de cor vermelha, mas substitui-los por cores verdes, para acalmar-se. O vermelho representa o chacra basal ou kundaline.
Amarelo 
O amarelo simboliza o Sol e o ouro: nobres, brilhantes, auto-suficientes, necessários, líderes, fortes, livres e estimuladores.
A pessoa que se veste com tecidos de cor amarela ou tem atração por essa cor possui confiança em seus próprios recursos e mostra que é sua inteligência que está predominando e não o emocional. O amarelo simboliza que, psicologicamente, a pessoa está sentindo-se acima dos conceitos comuns da sociedade e tem necessidade de  conquistar seus ideais à sua maneira e com liberdade de ação.
O amarelo é fartamente usado em propaganda subliminar para estimular a fome. O logotipo da McDonald’s é um exemplo típico do que estou afirmando: o amarelo para abrir o apetite e o vermelho para a decisão rápida.
Os desenhos e pinturas feitos por crianças, quando  analisados psicologicamente, revelam seus verdadeiros sentimentos. Desenhos que possuem cores pretas e amarelas significam que a criança está sentindo o pai ausente fisicamente ou em seu afeto. Como o preto representa a ausência de cores e o amarelo o grande protetor, isso simboliza a ausência do pai. Quando afirmamos que é bom usar o  amarelo para atrair dinheiro é porque essa cor estimula a inteligência e atrai pessoas e acontecimentos que se identificam com a simbologia do Sol e do ouro.
Lembre-se que os semelhantes se atraem (sempre). Essa cor está associada ao chacra umbilical ou manipura, centro do equilíbrio entre a vontade de vencer e os medos e a agressividade.
Preto
O preto simboliza a noite, o escuro, a ausência das cores e de luz. A pessoa que se veste de preto ou se sente atraída por essa cor mostra que está se defendendo de aborrecimentos e carrega uma rebeldia secreta. Quer se sentir forte e poderosa e chamar a atenção discretamente.
Essa ausência de cores significa que a pessoa também está no seu limite para suportar raivas e tristezas e necessita estar por cima para enfrentar os desafios e as inseguranças.  No preto está escondida a revolta contra alguém ou uma situação. Sente-se acuada, mas precisa reagir sem demonstrá-lo. Os segredos se encontram no escuro, como no escuro estão os enganos e desencontros.
É preciso perspicácia e habilidade para trabalhar com a cor preta, pois pessoas desavisadas não percebem que estão cegas e radicais em seus juízos. O preto nos ajuda a afastar os invasores e os inimigos, mas também nos priva de ver a luz nas aparências negativas.
É preciso usar mais a sabedoria e menos o preto, para que o coração se encha de amor e perdão. Com isso, a alma se sentirá atraída por cores mais claras, pois passará a refletir a luz que a consciência permitir emergir. O preto também está associado ao primeiro chacra, o basal ou kundaline.
Se você preferir o preto, por ser elegante ou discreto, para ir a uma festa, então observe se há outras pessoas de preto. Isso mostrará que são seus concorrentes ou rivais, competindo pela fama, a riqueza ou o poder. Nosso inconsciente coletivo tem faro e se expressa antes de o fato ocorrer. Se soubermos deixar o coração falar, com certeza as cores nos guiarão para a realização dos nossos objetivos, porque elas, também, são expressões divinas.
Laranja
A cor laranja, ou alaranjada, simboliza igualmente uma variação do amarelo e do vermelho, por isso pessoas que se vestem com roupas ou são atraídas por essa cor mostram confiança em seus próprios recursos e conseguem tudo o que querem. Procuram ser mais íntegras e menos agressivas como os que usam o vermelho, mas lutam, igualmente, pelos seus ideais. Precisam carregar menos as responsabilidades dos outros e delegar poderes para poder relaxar um
pouco.
O alaranjado está associado ao segundo chacra, o centro sacral, ou  suadhisthana,  em sânscrito. A etimologia dessa palavra significa “sua própria morada, sede de si”. O sacral coloca a questão entre dar e pegar e a administração dos desejos. O laranja, por ter a tendência para o amor e a misericórdia, às vezes perde um pouco de rigor. Essa cor
também mostra apego aos seus velhos padrões mentais que dificulta, em parte, a conquista do novo em sua vida. Você deve aprender a soltar laços e situações do passado. Em festas místicas, os bruxos abusam dessa cor, que possui o poder de transmutar energias.
Cinza
Esta cor simboliza, igualmente, a ausência das cores, assim como o preto, mas com uma certa claridade. Ainda existe luz, mas não há a diversificação das cores, apenas um “véu” ocultando-as.
Quem veste cinza, ou sente atração por essa cor, mostra que está necessitando se resguardar para refletir, porque não está “vendo” cores em sua vida. Quem rejeita o cinza mostra um espírito que foge da depressão. O cinza está em pessoas que se fecham com facilidade, mas não se revoltam, como os que usam o preto.
O uso exagerado do cinza mostra que essa pessoa não percebe que está agindo sempre da mesma maneira para resolver os mesmos problemas, sem conseguir total êxito. É necessário mais cor em nossas roupas e em nossa casa para que nossa mente exercite-se no sentido de dar e receber, como, também, no sentido do desenvolvimento da
vontade, da ambição, do amor e da compaixão. Ser discreto nas atitudes é louvável, mas não perceber a falta de dinamismo na vida é acomodação acompanhada de insegurança e medo. Ou seja, o cinza é reflexivo e passivo e ajuda a mente a se distanciar um pouco das agitações. Logo, quem o usa com freqüência deve  procurar acrescentar
uma outra cor mais dinâmica, pois o espírito depende de movimento para ganhar energia e evoluir. Numa meditação, por  exemplo, a dinâmica energética é maior do que uma vida simplesmente passiva no seu cotidiano. Ame com fervor e seja mais criança em seus sonhos.
Bege
O bege simboliza uma variação do marrom e, portanto, é fixo como a terra, mas suave como a areia. Pessoa que se veste ou que se atrai por essa cor mostra egocentrismo e necessidade de pensar em si mesma. Tem suas opiniões formadas, mas não faz questão de mostrá-las. O senso de justiça do marrom é menor no bege, por ele estar mais
voltado para suas próprias coisas do que prestando  atenção nas injustiças que ocorrem ao seu redor. Possui tranqüilidade e amor à natureza, respeita o ser humano, é coerente, mas prefere manter-se em silêncio e livre com seus valores. Não possui dinamismo, mas também não está passivo nem reflexivo. Na verdade o bege está sonhando alto e profundo.
Branco

Esta cor simboliza o dia, a Lua, o claro e é a soma de todas as cores. A pessoa que veste ou se atrai por essa cor mostra mente clara e compreensiva. Possui todos os conhecimentos das cores e tem necessidade de liderar de alguma forma. O branco significa mente pura, calma e esclarecida, que procura levar a paz aos ambientes em que freqüenta. Denota um coração altivo, mas limpo. Essa cor possui o caráter de abrandar, porém sem comandar e é dona de sabedoria
elevada para os padrões da sociedade; ultrapassa as barreiras dos preconceitos e das crenças. Está diretamente ligada à cura em geral, desde a  medicina holística até à convencional e, também, a tudo que exige “limpeza” física e da alma. É a cor da energia mais elevada do Universo e das entidades de luz. Usar o branco espontaneamente indica desprendimento e poder de liderança, sem intervir no livre-arbítrio de outrem.

Violeta 
O violeta simboliza o final do pôr-do-sol, que é o término de um ciclo de energia; é o descanso e a cura do dia; é a morte e o renascimento. Pessoas que vestem ou se atraem por essa cor estão num nível muito elevado, mental e espiritualmente, onde sua alma necessita curar outras almas, do cansaço ou da dor. A cor violeta está associada,
pelos hindus, ao sétimo chacra, que é o mais elevado deles: o coronário ou sahashara, em sânscrito. O coronário situa-se acima do crânio sem tocar a cabeça, como se fosse uma coroa. Ele tem a qualidade da fusão com a Unidade, ou mundo divino. Mas se na aura da pessoa aparecer violeta com muita intensidade, pode estar ocorrendo um desgaste mental, quase um colapso nervoso, por exceder o seu limite espiritual e o de cura. O lilás e o roxo diferem, na intensidade, em relação ao violeta, que é sublime. Aquelas cores revelam desejos próprios e fantasias secretas, ao passo que o violeta é a cor máxima da cura física e espiritual e faz com que o ser humano ascenda para o mundo divino,
pleno de amor e desapego.
O vidente, médico, físico, poeta, escritor e rosacruz conde de Saint Germain foi um dos grandes difusores do poder de cura e profundidade espiritual da cor violeta em todo o mundo. E raro o uso de trajes com a cor violeta entre os povos do ocidente, mas a mesma é muito utilizada pelos orientais de mente subjetiva e religiosa. É também usada na cromoterapia como recurso para a recuperação da saúde e eliminação de determinados males espirituais.
Através desses exemplos de cores com significados psicológicos para o ser humano, você pode compreender um pouco mais de si mesmo e também usar as cores para o seu bem-estar e para conquistar seus ideais. Quanto às cores mais discretas e sóbrias, baseie-se em tons mais próximos daqueles citados. Boa sorte em suas análises e divirta-se
dando um maior colorido em sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário