quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Agonia da Terra na Era de Aquárius


 
 
 
Com o maior prazer me dirijo a este grupo de irmãos, desejando saudá-los tanto aqui no mundo físico quanto também nos Mundos Superiores, onde todos os presentes aqui nos conhecemos…
Certamente, a Gnosis vem preencher uma necessidade nesta Era de Aquárius, esta Era que começou exatamente no dia 4 de fevereiro de 1962, entre 2 e 3 horas da tarde. Houve um “engarrafamento do trânsito celeste, na Constelação do Aguador, e os observatórios de todos os países da Terra puderam ver esse evento cósmico.
Dessa forma, não se trata de uma afirmação a priori, sem documentação de nenhuma espécie, foi um evento concreto e real, rigorosamente observado pela ciência oficial, os planetas do Sistema Solar se reuniram num “supremo congresso”, na Constelação de Aquárius, e desde então, como conseqüência, começou a nova Era, a Era de Aquárius.
No dia 4 de fevereiro de 1962 houve um alinhamento entre a maioria dos planetas do sistema solar, dando início à Era de Aquárius
Neste momento, ainda se sentem os últimos impulsos da Era de Piscis, que começam a se misturar com o começo de Aquárius, uma mistura das duas correntes, aquela que agoniza e aquela que está nascendo, aquilo que está morrendo, que está caducando, e aquilo que tem o sabor revolucionário. À medida que o tempo for passando, a Era de Aquárius vai se fazer sentir cada vez mais forte.
É claro que tudo isso traz grandes acontecimentos. Se observarmos rigorosamente a Constelação de Aquárius, veremos que ela é governada por dois planetas: Urano, que é um planeta revolucionário e catastrófico cem por cento, e o segundo, Saturno, que é representado na Alquimia pelo Corvo Negro, significando a Morte, que quer dizer o regresso ao Caos Original.
Defronte da Constelação de Aquárius está a Constelação de Leo, um signo zodiacal do Fogo, é o Leão da Lei, que sai de encontro a uma Humanidade suficientemente madura e vergonhosa, para o Karma, o Castigo Final.
Assim como existe o ano terrestre, existe também o Ano Sideral, o terrestre é a volta da Terra ao redor do Sol e um Ano Sideral é a volta do Sistema Solar ao redor do Cinturão Zodiacal.
Nosso Sistema Solar iniciou a presente viagem sob a Constelação de Aquárius, depois do Grande Dilúvio Universal, que foi a submersão do continente atlante, começando desde aquela época, onde se iniciou a Nova Raça, a Raça Ária.
Esta Raça surgiu nos primeiro instantes em que o Sistema Solar iniciou a sua nova viagem ao redor do Zodíaco, desta forma o Sistema Solar está concluindo a sua viagem ao redor do Zodíaco, regressando à Constelação de Aquárius e como final de viagem, inquestionavelmente, terá de haver um Grande Cataclismo. Há fenômenos extraordinários, assim como o Sistema Solar viaja ao redor do Zodíaco até regressar ao seu ponto de partida original.
Também há um mundo, um planeta gigantesco, que faz parte dessa mecânica sideral, é o planeta Hercólubus, seis vezes maior que Júpiter, esse planeta não pertence ao nosso Sistema Solar, pertence a outro, chamado de Sistema Solar Tylar. A enorme massa desse planeta tem um poder magnético formidável, atrairá, por isso, o fogo líquido que existe no interior do planeta Terra, fazendo com que brote Vulcões por todas as partes da Terra, acompanhados por imensos terremotos.
Nossos antepassados de Anáhuac disseram o seguinte: “Os filhos do Quinto Sol, perecerão pelo fogo e pelos terremotos…” Isso acontecerá com a chegada de Hercólubus, haverá o Grande Incêndio Universal, preconizado pelos melhores videntes, desde São João, Jesus, Daniel, Nostradamus etc. Esse planeta se interporá entre o Sol e a Terra, produzindo um grande eclipse total.
Com a aproximação máxima da Terra, fará com que os eixos da Terra se revolucionem, então os oceanos mudarão de leito e os continentes atuais submergirão nas águas dos oceanos. Toda a Terra voltará ao Caos Original, é necessário que do fundo dos oceanos surjam “novas terras e novos céus”, como disseram os apóstolos Pedro e  Paulo.
Mas é bom saber que o Demiurgo Arquiteto do Universo previu que surgirão terras novas para uma nova Humanidade, para conservar a semente.
Por tal motivo, preparar-se-á um núcleo que sirva de base para a Era de Aquárius, para a Idade de Ouro, que será formado por homens e mulheres de boa vontade, e esse grupo será tirado secretamente do fogo e da fumaça na hora do terror, e será levado a uma ilha que existe no Oceano Pacífico.
Essa ilha estará protegida pelas Potências Cósmicas de tal forma, que os que ali estiverem não receberão nenhum dano, se converterão em espectadores da Grande Tragédia. Eles viverão como os Nibelungos da submersa Atlântida, entre o vapor de água e fogo, porque naqueles dias a Terra estará envolta em nuvens, eles verão os duelos dos elementos da Natureza durante séculos. Desta forma, eles irão eliminando radicalmente os defeitos psicológicos para reconquistar a Inocência e viver na Idade de Ouro.
Quando aparecer um Duplo Arco-Íris nas nuvens, naqueles tempos, os que estiverem devidamente preparados o tomarão como sinal e passarão a viver em terras novas e céus novos, porque esses céus e terras atuais, carregados de tantos venenos, terão passado à história.
Surgirá, assim, a nova Terra, a fisionomia geológica será totalmente diferente, haverá novos continentes, onde viverá a Sexta Raça Raiz. Nós fazemos parte da Quinta Raça, a Sexta será totalmente diferente, por isso é que o Movimento Gnóstico e a nossa Associação de Estudos Gnósticos só têm um objetivo: o de preparar o núcleo que haverá de servir para a futura Sexta Raça Raiz.
Queremos nos preparar para entrar nesse núcleo precioso que servirá de base para a futura Idade de Ouro, oxalá todos aqui presentes possam ingressar nesse
grupo.
Se a Terra não passasse por essa grande catástrofe, se tudo o que estamos dizendo aqui resultasse falso, a Terra, mesmo assim, se converteria numa Lua, as espécies marinhas morreriam por contaminação, a Humanidade desapareceria por contaminações, por fome, as terras seriam convertidas em areia, num grande deserto, para as vidas seria impossível sobreviver na face da Terra e a Lei da Entropia se encarregaria de igualar tudo, fazer deste planeta uma Lua, e nada mais…
Entretanto, a catástrofe se avizinha, os astrônomos sabem de tudo, mas eles estão proibidos de anunciar isso, porque haveria uma psicose coletiva.
Entre os planos da Fraternidade Universal Branca, sabe-se que a Terra se transformará, as Escrituras Sagradas também afirmam isso, não somente a Bíblia, mas outras Sagradas Escrituras de outras grandes religiões.

A Terra atual está agonizando e o mais grave é que a Humanidade não se dá conta disso, não se dá conta de que os mares estão sendo contaminados, que nos rios as espécies estão desaparecendo, que estão esterilizando o nosso mundo. Juntem a isso as explosões atômicas subterrâneas, o que é um absurdo, é o mesmo que explodir debaixo de sua própria casa e o mais grave é que estão fazendo isso sem nos consultar, fazem arbitrariamente.
Se nos consultassem, com certeza haveria protestos e não fariam isso, mas estão fazendo isso de forma ditatorial, submetendo a Terra a uma devastação imensa.
A Constelação de Aquárius, governada por Urano e Saturno: o primeiro é o planeta das catástrofes, atômico, revolucionário e terrível; o segundo é o símbolo da Morte, o esqueleto com a sua foice, é o famoso Corvo Negro da Morte na Alquimia, é o regresso ao Caos Original.
É preciso que a Terra regresse ao Estado Caótico, ao Caos, para que surja uma nova Terra regenerada, simbolizada pelo Touro Alado do Evangelho de São Lucas. Entretanto, antes do fim, haverá muitas guerras e morte, virão revoluções sangrentas, e a terceira guerra mundial será um verdadeiro holocausto atômico, se multiplicarão as enfermidades por todas as partes e não haverá como curá-las. A energia nuclear contaminará o fósforo do cérebro, as pessoas ficarão dementes e aparecerão no cenário do mundo cenas dantescas e horripilantes…
Afortunadamente, com a máxima aproximação de Hercólubus, essa tragédia dantesca terá um ponto final para a nossa Raça Ária. Estamos diante do grande dilema da Filosofia, do Ser ou não Ser. Ou nos transformamos para melhor ou pereceremos, essa é a crua realidade dos fatos.
Ainda que acreditemos que somos santos, na verdade não o somos, ainda que pareça incrível, no fundo todos somos terríveis malignos…
Até aqui a minha aula, se alguém quiser perguntar algo…
Pergunta: Mestre, as pessoas que serão salvas serão no físico ou no estado de Jinas? Samael Aun Weor: As pessoas serão levadas fisicamente a essa Ilha Secreta que existe no Oceano Pacifico, esse núcleo sobrevivente servirá de base pra a futura Sexta Raça Raiz, que será chamada de Koradhi. Aqueles que serão transladados a essa Ilha, terão de ter dissolvido pelo menos 50% do EGO animal, ou seja, estão  mais ou menos despertos, desencarnarão e voltarão a tomar novo corpo físico nessa ilha e continuarão desencarnando e retornando com o objetivo de se aperfeiçoar.
Paz Inverencial!
(Samael Aun Weor, conferência intitulada Agonia da Terra na Era de Aquárius)

Nenhum comentário:

Postar um comentário