quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Caros jornalistas do meu Brasil, esse é um apelo sincero: Cada vez que vocês escrevem “sítio ARQUEOLÓGICO onde foram descobertos os ossos do DINOSSAUROS”, morre um paleontólogo de infarto em algum local do país. 
Existem diferenças FUNDAMENTAIS entre Arqueologia e Paleontologia… e é por isso elas tem até mesmo nomes diferentes, certo?
Paleontologia é a ciência que se estuda a vida no passado da Terra e todo seu desenvolvimento ao longo do tempo geológico. O cientista responsável pelos estudos dessa ciência é o PALEONTÓLOGO. Dinossauros, pterossauros e todo tipo de organismos pré-históricos são estudados no âmbito da PALEONTOLOGIA! Um sítio de escavação na Paleontologia é chamado de SÍTIO PALEONTOLÓGICO ou sítio fossilífero (ex. os afloramentos de onde são extraídos fósseis na Chapada do Araripe, Burgess Shale, Ediacara Hills, etc.). Alan Grant, de Jurassic Park, é um exemplo de paleontólogo.
Arqueologia, por sua vez, é a ciência que estuda as CULTURAS e os MODOS DE VIDA do passado HUMANO. Ela estuda SOCIEDADES extintas e os seus restos materiais, assim como as intervenções do homem no seu meio ambiente ao longo do tempo e evolução das sociedades. O cientista responsável por estudos arqueológicos é o ARQUEÓLOGO. Um sítio de escavação na Arqueologia é chamado de SÍTIO ARQUEOLÓGICO (ex. As escavações no Vale dos Reis no Egito, as próprias pirâmides do Egito, Machu Pichu, Angkor Wat, etc.). Indiana Jones é um exemplo de um péssimo arqueólogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário