sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Viagens Astrais e Experiências Fora do Do Corpo


Todo mundo conhece alguém, que afirma já ter visto seu próprio corpo desde fora dele, quase sempre dormindo na cama e não simplesmente em estados oníricos ou alterados de consciência, mas sim de forma completamente lúcida, por vezes desde o teto do quarto em que o corpo físico então dormia, enquanto o corpo etérico flutuava.



É comum na literatura médica, científica e espiritualista, nos depararmos com casos de pessoas que viveram "experiências de quase morte" (EQM).
 Normalmente essas pessoas voltam mudadas dessas experiências, uma vez que confirmam, (não através de "provas-materiais-científicas" ou "dogmas religiosos proféticos") através de suas próprias consciências e sensibildades tanto intelectual quanto emocional, que a "Morte", Não Existe! 






Pelo menos não como esse conceito de "fim” ou “extinção” da própria existencia e individualidade essêncial que somos além do corpo físico, que é o conceito que nos venderam entre 12 e 7 mil anos para cá (e maioria de nós, compramos).

A argumentação dos céticos, materialistas, ateus e niilistas é sempre a mesma, algo como:  

- "Não existem provas científicas que comprovem essas realidades energéticas, sobre nós seres materiais". 

- "Trata-se de uma alucinação na qual essas pessoas acreditam mas que em verdade "não existe, senão acontecería com todo mundo".

- O ser humano criou essas histórias a respeito de "ser um espírito" devido a falta de respostas para suas perguntas e seu desespero em auto-suerar-se e conhecer-se e por evoluir, mas é tudo fantasia".





Esses são apenas alguns “modelos arquetípicos” dos tipos de argumentos sem bases ou estudos, que são usados por essas pessoas que quase sempre, não tem nenhum conhecimento sobre a existência da conscienciologia.

Quase sempre argumentam sem raciocionar, REPETINDO toda a parafernália doutrinadora da Comunidade Científica Oficial vomitada em imprensas, que forma os moldes mentais das grandes massas, que sem pestanejar, pesquisar e ter conclusões próprias, aceita como "Verdade" e repete como se fosse a síntese de suas próprias "experiências pessoais", tudo aquilo que essa ditadura midiático-médica-farmacéutica-alopática ditariolamente impõem como “verdade”, desprezando toda e qualquer outras fontes de informação e pesquisa que desmontem ou simplesmente ganhe clientes, de seu império farmacéutico genocída mafioso.


O que essas pessoas não entendem ou sequer desconfiam é que: 

A Natureza e a Energía anímica inteligente que criou a raça humana, não nos modelou nessa matéria física que agora estamos. 

Essa matéria física que agora estamos é o resultado de milênios e mais milênios de quedas dimensionais e densificação de frequências energéticas vibratórias. Em palavras simples: Quanto mais deixávamos e nos distanciávamos de nossa orígem material vibratória energética do espaço-tempo, para adentrar os reinos da densidade material física do tempo-espaço, mais necessidade tínhamos de criar corpos que tivessem suas composições celulares-físico-químicas identificadas com esse reino existencial. 




Esses corpos físicos que agora estamos e pensamos "ser" no reino da realidade material, em verdade tem a mesma função que os escafandros dos mergulhadores que querem adentrar e permanecer durante algum tempo no reino aquático , ou o macacão e capacete dos astronautas que pretendem explorar a Lua ou o espaço em gravidade zero. 






O fato de esses escafandros, macacões e capacetes possiblitarem a esses sujeitos explorarem tantos as dimensões aquáticas, como espacial ou Lunar, não quer dizer que eles sejam ou se tornem, esses veículos que os permite fazer isso.

A mesma realidade vale para nosso corpo físico, mental e sutil. O planeta Terra em Verdade é apenas um, entre os milhões de planetas habitáveis, que servem de escola aos espíritos de seres humanos e não humanos, que habitam o espaço-tempo e decidem através de um programa existencial de encarnação transcender esse espaço-tempo para co-existir como a matéria no que chamamos "tempo-espaço”. Os espíritos que quando encarnados se lembram da realidade astral e tem melhores condições de co-existir entre ambas com a mesma lucidez, provavelmente é por que entre uma encarnação e outra realizaram o que os conscienciólogos chamam de "Curso Intermisivita". Que é uma preparação que o nosso "espírito" realiza entre uma encarnação e outra para melhor desenvolver sua programação existencial.








Com os animais a nível energético anímico, quando seus corpos físico morrem, seus corpos energéticos muitas vezes podem continuar habitando a casa de seus donos. A única diferença é que os animais vivem num nível de percepção de sí mesmo e das próprias potencialidades que é completamente instintivo.

O Ser humano na escala evolutiva, se diferencia do animal, também pelo fato de poder absorver prana através dos: cardio-chacra, laringo-chacra, fronto-chacra e corono-chacra, conectar diferentes níveis frequenciais de energía cósmica positiva, que pode ser interpretada também como energía divina. Essa energía permite obter consciência sobre sí mesmo, sobre o que é liberdade, sobre o que é Verdade e faz com que a pessoa se transfigure, se tornando testemunha da criação, consciente do criador, conhecedor das leis cósmicas que regem o universo (espaço-tempo” e “tempo espaço”) e que também o permitem criar, ascendendo cada vez mais em diferentes mundos que são frequência de outras realidades (sem necesariamente ter de “encarnar” em alguma delas) através da projeção astral, visita realidades que vibram conforme o nível de energía positiva ou negativa com que cada habitante daquela esfera de existencia existe e trabalha sua própria evolução.

Espaço-Tempo:

Para que você compreenda isso bem, podemos imaginar o espaço-tempo como uma espécie de "Eternidade" onde tudo sempre foi é e será. Os mundos astrais, que evoluem num padrão de vibração diferente do "tempo” com o qual estamos familiarizados nessa realidade tridimensional material que agora estamos.













Tempo-Espaço:


O tempo-espaço começa a partir do momento em que os seres criados vão se distanciando da fonte criadora, para explorar, disfrutar e conhecer a imensidão de tudo o que essa fonte cria.  








Nesse distanciamento da fonte criadora, vamos aprendendo coisas que também fazem de nós criadores e o encontro das energías da fonte criadora com as energías criadas por nós mesmos, vai se mesclando e se manifestando energéticamente e vibratóriamente de forma cada vez mais densa e essa densidade se manifesta na materia da qual é feita nosso corpo físico e consequentemente o mundo que ele habita.



Quando uma pessoa (que leva uma vida física e mental e tem um intelecto identificado com o que podemos chamar de um: "cidadão-comum") entra pela primeira vez em contacto com essas informações e conceitos, as coisas podem parecer complicadas, mas a medida em que você desenvolve outros sentidos de percepção de seu cérebro, sistema cardíaco, glandular-endócrino e de chacras e se permite evoluir através desses, a realidade energética vibratória ou o mundo extrafísico, torna-se cada vez mais compreensível, até chegar ao ponto de ser sentida e entendida como ÓBVIO! 








Coexistindo em unísono com a realidade material, fazendo o que acontece em ambos mundos, reverberar tanto em um como em outro de forma equilibrada pela perfeição da lei do Carma, trabalhando pela evolução dos que estão tanto de um lado (material, encarnado onde estamos nós) como de outro (o astral que está habitado tanto por pessoas projetadas durante o sono a noite, desdobrado mentalmente, como por seres desomado, "consciex", que na linguagem da consciênciologia é a referência usada para indicar seres desencarnados, falecidos ou mortos).












A Verdadeira ciência,  jamais esteve fechada para os princípios e Verdades da espiritualidade. 

É apenas a mente de alguns cientistas doutrinados que se fechou para as pesquisas nessas áreas. (“E talvez também a mente de quase todos os donos de todos os grandes impérios midiáticos”.)

E isso acontece simplesmente por uma questão financeira, pela manutenção do Stablishment, desinformam e distorcem informações que permitem nos manter manipulados, ignorantes e escravos. 

Se os Artífices do Status Quo, não se polpam em declarar guerras, destruir a natureza e dizimar populações inteiras para atingir seus objetivos, certamente não teriam remorso nenhum em violar os distintos ramos de pesquisa e conhecimento das ciências naturais e tecnológicas, para fragmentar o conhecimento e desinformar, criar e perpetuar uma pseudo-ciência aleijada e incompleta criada e  promovida por uma sociedade real científica inglesa e pelas megas indústrias farmacêutica, que tem total interesse em esconder-nos informações e fatos sobre a Verdadeira Orígem da Raça humana e a verdadeira história do planeta Terra. Que junto com a indústria de alimentos, criam comidas artificiais capazes de  desenvolver diferentes formas de doenças que possam ser curadas com os remédios criados por essas mesmas corporações farmacêuticas. 

Em verdade, a indústria mundial de alimentos e a Indústrial mundial farmacêutica, são ambas braços das mesmas corporações Illuminatis como FDA, OEA, os Criadores do Codex Alimentariuns, A Anvisa, que cuidam de autorizar e proibir a venda de produtos alimentícios. 


Muitas das empresas que mais vendem alimento no mundo, principalmente alimentos congelados, indsutrializados, fast-food e etc, são as grandes clientes de laboratórios que desenvolvem projetos de químicas alimentares para incrementar as cores e os sabores desses alimentos e deixá-los com um melhor aspecto "nutrritivo" ou "saudável". Essas químicas aderidas a esses alimentos podem ter séquelas que variam desde uma pequena degeneração até um aniquilamento precoce das pessoas assim como a possibilidade de alterar a química cerebral dessas para torná-las mais manipuláveis e melhores escravas. 




Desde a minha mais temprana infância, tive o privilégio de ter experiências fora-do-corpo (EFC), realizar viagens dimensionais, conhecer colônias astrais e a peculiaridades da realidade extra física com um grau de lucidez até que considerável, que me permitiram constatar que a matéria está longe de ser a "Realidade" e que tudo aquilo que aprendemos nos grandes livros sagrados não é necessariamente "mentira".

Muito pelo contrário, toda desinformação contida nos grandes livros sagrados, científicos e propagado pelas grandes instituições que comandam o planeta terra e enganam o rebanho humano, para fazer sentido e cumprir com seu trabalho, necessitam de alguns fragmentos de Verdades para fazer sua "doutrina" parecer crível e para, através de informações que podem ser experimentadas e comprovadas, camuflar a mentira de maneira que ela seja vista e compreendida por todos como: A "Verdade". 

A maioria das pessoas já viveu determinados tipos de experiências entre os estados de vígilia e sono profundo que as introduziu nesse processo de desdobramento do corpo físico através do corpo astral. Se você começar a perguntar, constatará que existe um monte de gente que vez ou otra desperta pela noite e apesar de estar desperto, lúcido e consciente, não conseguem mover os braços, pernas e chegam a sentir-se desesperado a ponto de tentar gritar e não conseguir. 





Não conseguem simplesmente por que o que está desperto, não é seu corpo físico, mas sim seu corpo astral, que naquele momento, provavelmente estava aterrisando de volta ao aparato material físico e teve sua consciência e percepção desperta junto com sistema orgânico, antes do final desse processo ou antes de que seu corpo astral estivesse 100 por cento acoplado de volta a seu corpo físico. 












Outra forma de pré experiência de desdobramento astral bastante comum que as pessoas tem, mas que por falta de informações não fazem idéia que tiveram é aquele "susto" que tomamos quando estamos descansando ou cochilando e nos faz despertar de um pensamento que estávamos tendo.

Por exemplo, imaginem aquela pessoa que depois do almoço se senta no sofá para fazer um pouco de digestão e vai relaxando o corpo físico de forma tal que vai quase adormecendo. Enquanto quase adormece de tão relaxado, sua concentração começa a criar e vivenciar algum tipo de pensamento no qual se foca se deixando levar, por exemplo o pensamento de que se está "caminhando pelo campo".

A medida em que o corpo físico se relaxa e os ciclos cerebrais e cardíacos vão se diminuindo, aquele pensamento ou sensação de estar "caminhando pelo campo vai sendo vivenciado percebdio e sentido de forma cada vez mais real.

Tão real que começamos a sentir todo esse ambiente mental e as coisas que nele acontecem, podemos sentir a terra nos pés, o barulho dos passários, o vento no rosto, os odores desse ambiente, vamos nos entretendo e sentido cada detalhe de cada sensação como real e para o nosso cerebro É REAL!

Como comprovam alguns jogos de realidade virtual, o cerebro NÃO FAZ essa distinção entre "real” e “irreal", se você pensa e sente algo, seu cérebro registra como REAL independente de acontecer dentro de seus campos psíquicos num estado de relaxamento profundo, ou diante de seus olhos em um estado desperto do corpo físico na realidade material. 







Imaginem agora que esse pensamento dessa "caminhada no campo" com a qual a mente do nosso personagem está conectada e entretida durante o relaxamento do corpo físico é surpreendida por uma "pedra no caminho", onde o sujeito que está relaxando no sofá (e caminhando no campo através de sua mente) se vê atropeçando. 

Essa sensação de "atropeçar" é lida por nosso cérebro como "Perigo" independente de estar acontecendo na realidade material ou mental.

Da mesma maneira que quando tropeçamos na realidade material, a parte do cérebro conhecida como "complexo R" (cérebro reptiliano responsável por todo o trabalho institntivo de sobrevivência e de reflexo de nosso ser), faz tudo o que pode para se proteger e para que os prejuízos da "queda" ou do "tropeçar na pedra", sejam minimizados ou inexistentes, nosso sistema vago-simpático é ativado e puxa de volta o corpo sutíl para dentro do corpo físico e assim então e finalmente, a pessoa que estava ali no sofá cochilando, dá aquele salto, como se estivesse vivendo de verdade com seu corpo físico, o "tropeçar na pedra" que vivenciava mentalmente durante o processo de relaxamento.

Na Verdade, nesse caso o que aconteceu foi que
Enquanto o corpo físico relaxava e o corpo astral ia se desprendendo dele, (ainda que conectado com o pensamento e com a imaginação de estar "caminhando no campo) o susto de "atropeçar", fez com que o cordão de prata rapidamente puxasse o complexo astral de volta para o corpo físico e isso acontece toda vez que estamos fora do corpo e nos deparamos com algo que representa alguma forma de "perigo".




Se a pessoa em questão tivesse uma capacidade de auto controle e percepção desenvolvida o suficiente para simplesmente não "tomar o susto" de cair, provavelmente sairia de forma natural daquele pensamento de “estar caminhando no campo” e talvez conseguisse atingir o estado vibratório necessário para conseguir realizar a experiência de sair do próprio corpo de forma consciente, habitando a realidade material que habita o corpo físico, só que desde o ponto de vista do corpo astral, possibilitando assim a saída total do corpo físico de forma lúcida, desenvolvendo oportunidades de aprendizado através do contacto com a realidade Extra Física e as condições vibratórias necessárias para ascender a diferentes dimensões, inclusive fora do tempo-espaço.










Quanto mais se treina e pratica, mais se desenvolve domínios, técnicas e conhecimentos de mecanismos de controle e domínio dessa experiencia. Existem exercícios respiratórios e de relaxamento que possibilitam e introduzem a atmosfera e condições energéticas e vibratórias necessárias para a realização da projeção astral e Experiências Fora do Corpo.

Na Verdade, creia você ou não, todos nós realizamos experiências fora do corpo e projeções astrais todas as noites, ainda que muitos permaneçam em um estado comatoso de consciência quando isso está acontecendo. O mais importante nessa busca é desenvolver as condições necessárias para que as experiências aconteçam de maneira que você esteja cada vez mais lúcido e possa se lembrar com a mesma nitidez e perfeição que se lembra das coisas que acontecem na realidade material.

O tema viagens astrais e experiências fora do corpo é extenso. Mais do que simplesmente pesquisar, é necessário praticar, ter paciência, estudar, buscar e pesquisar de todas as formas, com boa vontade até que as condições necessárias para a perfeita relação consciente com os diferentes corpos vá ganhando graus de domínios cada vez mais profundos e o acesso as dimensões através desses corpos vai se tornando parte de um processo integrado de evolução em vários mundos.

Não deixem de realizar suas próprias pesquisas e estudos, de estudar a conscienciologia e jamais desistam de praticar, buscar e realizar. Tenham Disciplina e Muito Boa Sorte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário