quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Psico-metamorfose Humana



Por: Enoch Livulo
             O tempo enquanto passa muda/transforma objetos, e pensamentos.
              O homem nasce, cresce, desenvolve e morre. E enquanto cresce terá
 que raciocinar sobre si mesmo, sobre o seu desenvolvimento, do que ele era 
e do que se esta a tornar, e cedo mais tarde ele terá que dizer: já não sou mais 
uma criança (posso ir a escola sozinho), poderá também dizer já sou crescido 
ninguém pode me controlar (sei perfeitamente bem os que estou a fazer), poderá
 ainda dizer me desculpem meus pais eu estava errado ( não sabia o que estava
 a fazer), e os mais sortudo chegam a dizer já vi. E vivi muita coisa e experiencia 
(isto tudo é ilusão, eu também já pensei assim como você e descobri que 
estava errado). Nestes dizeres enquadram-se os da idade escolar (2ª infância),
 a fase da adolescência, idade adulta e da velhice.
                Quando me refiro em psico-metamorfose me estou apenas referindo o
 processo de transformação de um ser para outro, isto é a mudança, não me 
restrinjo apenas na vertente biológica em que as únicas espécies que por elas 
passam são os insectos; me estou referindo apenas a um conjunto de 
transformações que ocorrem quer sob ponto de vista físico, quer sob o 
ponto de vista psicológico; portanto basta ser uma espécie para se passar por ela!
               Segundo a enciclopédia em carta a Metamorfose, designa-se
a mudanças anatômicas notáveis que ocorrem durante a vida de alguns
 animais, outros biólogos e enciclopedistas definem ainda a metamorfose como 
o conjunto de mudanças na forma e na Estrutura do corpo dos organismos vivos
 até atingirem a idade adulta.
      Portanto a metamorfose vem a estar intrinsecamente ligada ao destino uma
vez que sobre elas não podemos lutar, ou impedi-la de acontecer; é um 
processo natural, e quase divino.
Discorrerei sobre uma metamorfose que ocorre nos bastidores da nossa mente 
que tornam-nos diferentes e especiais, a metamorfose do pensamento. E 
este tipo de metamorfose só ocorre na espécie humana, os insectos sentem dor
, formam-se em grupos tem prazer nas suas ações, mas não como fruto de um 
acto racional, uma vez que estes não possuem o córtex cerebral portanto 
possuem um pensamento instintivo manual concreto que lhes conduz e que
 se restringe apenas no instinto de sobrevivência, ou preservação da espécie
 assim as formigas formam-se em grupos para levar os alimentos, enfrentar um 
perigo, etc. Os gafanhotos, moscas, mosquitos, rãs, tem relações sexuais
 apenas para procriar ou preservação da espécie, constroem abrigos 
apenas para sobreviverem a temperaturas extremas em fim para
sobrevivência. Não projetam; seus pensamentos não gravitam em torno 
das suas vitorias e derrotas não perspectivam o amanhã, para eles o agora é 
o sempre, ao contrario deles a espécie humana antes de construir a sua 
casa elabora a planta e o croquis de localização, temos o ato sexual não 
só pra procriar, mas também para diversão /satisfação do ego, ou como forma 
de descarga de tensão emocional e nalguns casos até mesmo física.
Há pessoas na vida que nos emocionam, fazem-nos felizes que revolucionam
 a nossa vida a partir nossas formas de pensar, essas pessoas entram nas
 nossas vidas e a partir daí nunca voltamos a sermos os mesmos, quer sob 
nossas escolhas, atitudes etc. Eu não chamaria isto de evolução, ou
 regressão ou coisa parecida mas sim uma mudança simplesmente e esta 
mudança tem a sua base, esta base é a psicológica.
Nosso ciclo de vida pode ser descrito por uma duas, três palavras e talvez
 por números inomináveis e enquanto descrevemos este mesmo ciclo o mesmo 
indivíduo é vítima de inúmeras transformações quer do ponto de vista físico ou 
psicológico e isto é, desde a tenra idade até o nosso último suspiro de vida.
Há brincadeiras típicas de uma criança, de um adolescente, de um adulto
 jovem e de adulto mais velho todas elas são propícias consoante as idades 
e são fáceis de serem admitidas.
Pensar não é uma opção do nosso cérebro mas sim um ato inegável, Nosso 
cérebro esta em constante funcionamento a medida que se desenvolve e se
 transforma esta transformação são observadas sob o ponto de vista 
psicológico em fenômenos, propriedades, e estados psíquicos.
A metamorfose psicológica resume-se apenas à mudanças, ou transformações
 nas nossas formas de pensar, sentir e agir diante do mundo; sobretudo a 
mudanças que ocorrem de modo involuntário, aquelas sob as quais não
 podemos impedir que aconteçam, como é o caso do senso de egocentrismo do 
adolescente frente ao mundo, achando que as necessidades da maioria têm
 que girar em torno de si e de suas necessidades, e que o mundo tem que parar 
para prestar-lhe homenagens, aqueles tipos de ideias que em tempos 
admitíamos e defendíamos como verdadeiras ou falsas e no decurso do tempo
por si só perderam o calibre, com mais tempos perderam peso, ostento e
credibilidade e mais tarde ainda acabaram extinguidas na nossa própria mente
 e optamos por uma outra ideia e muitas das vezes contrária da que 
anteriormente defendíamos. Portanto como diz o seu próprio nome oriundo do 
grego “Psico” (mente), “meta” (além) “fosse” (mudança) portanto mudanças
 psicológicas que ocorrem aquém da nossa vontade, é de realçar que o 
homem neste processo de interação com os demais, acaba sempre
 influenciado e sendo influenciado por outros, dai as mudanças de que 
ele é vítima estarem além da sua vontade consciente, aquela que representa 
o seu verdadeiro “Eu”.
 Portanto mudam os outros animais, mais os únicos que tem o privilegio
 de repensarem-se, construir e ler a sua história é o que se chama 
homem, não tenho a certeza poderia dizer que o homem é o único 
animal que acha que pensa, mas, os psicofisiólogos demonstraram que 
o único cérebro que as outras espécies possuem é o cérebro reptiliano / límbico
 o cérebro da existência ou preservação da espécie onde só residem os
 conceitos de perigo, fome sede, temperatura, e sexo. “UhhhhhhUhhh” meu 
caro devias estar contente que para alem de você nenhuma outra espécie
 lera este artigo e ter as mesmas ideias que agora estas a produzir.
Já agora gostaria de afirmar que não mudarei minha forma de pensar até 
o ano dois mil e …. (20…), Mais não posso dizê-lo, porque há vezes que 
a mente funciona como piloto automático, derretendo quando em
 contacto com quente e congelando-se em contacto com o frio. Estou
 quase a concordar co Aristóteles, Platão, Gustv lebon, Gabriel tarde,
 quando afirmara que a mente nunca é por si só, mas por si, e para a
 sociedade e que as pessoas são dotadas de uma alma colectiva 
em função da meio. Portanto o meio é também responsável e em grande 
escala pela psico-metamorfose, sobretudo, o meio próximo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário