domingo, 7 de fevereiro de 2016

Transtorno de personalidade antissocial

 visão geral

O que é Transtorno de personalidade antissocial?

Sinônimos: personalidade sociopática, sociopatia, transtorno de personalidade - antissocial
Transtorno de personalidade antissocial é uma condição em que a pessoa tem pensamentos e atitudes disfuncionais. No caso, essas pessoas tendem a explorar as outras para ter algum ganho, seja material ou mesmo pessoal.
Em geral, pessoas com transtorno de personalidade antissocial não fazem distinção entre certo e errado e não consideram os direitos, desejos e sentimentos dos outros. Por este motivo, os especialistas se dividem se o transtorno seria o mesmo que a psicopatia.
Estima-se que cerca de 6% da população tenha o transtorno de personalidade antissocial.
Publicidade

Causas

Não se sabe ao certo quais são as causas do transtorno de personalidade antissocial. É muito provável que o fator genético esteja envolvido, mas há indícios de que fator ambiental também esteja relacionado ao aparecimento desse transtorno, principalmente na infância. Por exemplo, sabe que crianças que foram abusadas na infância ou que cresceram com pais alcoólatras ou que tinham o transtorno de personalidade antissocial tem maior tendência a desenvolver a condição.
Além disso, crianças que cresceram em ambientes familiares instáveis ou caóticos, que perderam os pais devido a algum divórcio traumático, também são mais propensas ao problema.
Pode haver também uma relação entre a falta de empatia desde cedo (capacidade de entender o sentimento do outro e se colocar em seu lugar) e o aparecimento desse transtorno mais para frente.

Fatores de risco

O transtorno de personalidade antissocial é mais comum em homens do que mulheres. Além disso, crianças que cresceram em ambientes instáveis, com pais alcoólatras ou que abusavam dela seja verbal, física ou sexualmente, são mais propensas a adquirirem o transtorno.
Não é possível diagnosticar esse transtorno antes dos 18 anos de idade. Por isso qualquer criança que apresente os sintomas do transtorno de personalidade antissocial é diagnosticada com transtorno de conduta. Nem toda criança com transtorno de conduta desenvolverá personalidade antissocial, mas este é um fator de risco.

 sintomas

Sintomas de Transtorno de personalidade antissocial

Pessoas com transtorno de personalidade antissocial tem um comportamento específico, que leva em conta os sentimentos das outras pessoas. Veja, a seguir os principais sintomas desse transtorno:
  • Desconsideração por o que é certo ou errado
  • Uso persistente de mentiras e fraudes para explorar os outros
  • Uso de charme ou sagacidade para manipular os outros em prol de si mesmo
  • Egocentrismo, senso de superioridade, vaidade e exibicionismo
  • Dificuldades recorrentes com a lei
  • Abuso ou negligência com crianças
  • Hostilidade, irritabilidade significativa, agitação, impulsividade, agressão ou violência
  • Ausência de empatia com as outras pessoas e de remorso por prejudicar os outros
  • Comportamentos perigosos
  • Relacionamentos pobres ou abusivos
  • Comportamento irresponsável no trabalho
  • Dificuldade em aprender com as consequências negativas de seu comportamento.
Em geral, os sintomas começam na adolescência e mostram seu auge durante os 20 e 30 anos. Além disso, a maioria das pessoas que tem esse transtorno foi diagnosticada com transtorno de conduta na infância.
Em geral, alguns dos sintomas do transtorno de personalidade antissocial, principalmente o comportamento arriscado e criminoso, diminuem com a idade, apesar de não se saber a razão disso.

 diagnóstico e exames

Buscando ajuda médica

Em geral a pessoa que tem um transtorno de personalidade, como o transtorno de personalidade antissocial, não tem noção de que tem um problema, já que essas características fazem parte de sua personalidade. Em geral, pessoas com transtorno de personalidade antissocial só buscam por ajudar quando entram em problemas legais ou são forçadas a buscar tratamento por um juiz.
Mas caso você desconfie que tem algum transtorno de personalidade, como o transtorno de personalidade antissocial, o ideal é buscar pela ajuda de um psiquiatra, o melhor especialista para diagnosticar o problema.

Na consulta médica

O especialista que pode diagnosticar um transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva é:
  • Psiquiatra.
Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:
  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

Diagnóstico de Transtorno de personalidade antissocial

Não há um exame específico que possa detectar o transtorno de personalidade antissocial, assim como não há para outros transtornos de personalidade. Dessa forma, o diagnóstico é feito através da conversa com o psiquiatra.
Pessoas com transtorno de personalidade normalmente não sabem que tem um problema desse tipo e chegam ao consultório do psiquiatra com outras queixas, como ansiedadedepressão, dependência química ou outras questões menos ligadas à personalidade em si. Em geral, o médico precisa perceber sozinho que o paciente tem algum transtorno de personalidade por trás desses problemas. Como esses são critérios subjetivos, o diagnóstico se torna bem difícil.
Muitas vezes, quando o especialista tem contato com outras pessoas ligadas ao paciente. Em geral, o paciente com transtornos de personalidade antissocial costuma a deixar as pessoas em sua volta triste, pois se considera superior e não tem empatia por seus sentimentos.
Além disso, o histórico de sintomas na adolescência é importante. Por mais que não se possa fazer o diagnóstico desse transtorno antes dos 18 anos, ter sido diagnosticado com transtorno de conduta na infância ou adolescência ou se houverem relatos de sintomas de transtorno de personalidade antissocial nessa idade são critérios de diagnóstico.

 tratamento e cuidados

Tratamento de Transtorno de personalidade antissocial

O tratamento de transtorno de personalidade no geral engloba psicoterapia. Medicamentos podem ser usados no tratamento de comorbidades, como depressão e ansiedade, mas não existem medicamentos indicados apenas para o tratamento desse tipo de transtorno. Em geral, para o transtorno de personalidade antissocial, mudanças comportamentais são muito importantes. Por isso mesmo terapia cognitivo-comportamental, grupos de apoio e terapia familiar costumam ser importantes nesses casos.
No entanto, o tratamento do transtorno de personalidade antissocial é o mais difícil de ser tratado. As pessoas com esse transtorno tendem a usar a terapia como uma forma de evitar consequências negativas para se comportamento ilegal ou negligente ou para evitar as responsabilidades de seus atos.

Tratamento para familiares

Se você tem algum familiar, amigo ou pessoa próxima com transtorno de personalidade antissocial, é muito importante buscar tratamento também. Profissionais especializados em saúde mental podem ajudá-lo a aprender habilidades para lidar melhor com alguém que tem esse transtorno e impedir que você seja afetado por seu comportamento e ainda possa ajudar. Grupos de apoio para familiares com transtorno de personalidade antissocial são ótimos para este processo.

 convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

Pessoas com transtorno de personalidade antissocial tem um comportamento arriscado, por isso as principais complicações e consequências de se ter esse transtorno são:
  • Comportamento sexual arriscado, que pode levar a contaminação por doenças como DSTs
  • Problemas com álcool ou abuso de outras substâncias
  • Problemas com apostas
  • Problemas com a polícia
  • Dificuldade em relacionamentos
  • Morte prematura, resultante de seu comportamento violento.

Expectativas

Muitas pessoas apresentam melhora de alguns dos sintomas a partir dos 40 anos de idade, principalmente se o paciente for submetido à terapia. Não se sabe ao certo por que, mas a melhora aparece principalmente em sintomas como a agressividade.

 prevenção

Prevenção

Não é possível prevenir totalmente o transtorno de personalidade antissocial em que tem predisposição a apresenta-lo. No entanto, prevenir fatores ambientais que possam causar esse problema, principalmente ambientes familiares instáveis em que a criança sofre abuso ou negligência.
Além disso, identificar desde cedo que a criança tem traços de personalidade antissocial pode ajudar no tratamento precoce do transtorno de conduta, evitando que ele evolua para transtorno de personalidade antissocial, ou pelo menos impedindo o problema de ser tão grave.

 fontes e referências

  • -Mayo Clinic;Manual Merck.

Nenhum comentário:

Postar um comentário