quarta-feira, 31 de agosto de 2016

O enigma da espiritualidade

O enigma da espiritualidade – H. B. Danesh


A espiritualidade é o aspecto da natureza humana mais incompreendido e rejeitado na cultura humana. Alguns confundem espiritualidade com religiosidade e, outros, com emocionalidade. Muitos consideram a espiritualidade como equivalente à superstição e falta de racionalidade. Ainda outros consideram a espiritualidade como propriedade das artes e da natureza, unicamente. Há os que consideram tudo o que estiver além de sua comprensão como sendo espiritual. Existem ainda outras noções de espritualidade. Na verdade, a espiritualidade tem algumas das qualidades citadas nestas diferentes definições. Porém, a espiritualidade é uma realidade muito mais complexa e abrangente. De fato, a espiritualidade é a realidade fundamental do ser humano. Refere-se ao poder humano da consciência e nossa constante busca de significado e propósito para a vida. A espiritualidade conecta o passado, o presente e o futuro. Coloca nossos conceitos de mortalidade e imortalidade em uma moldura bem ampla, permitindo-nos enfrentar a morte numa perspectiva de existência, em vez de aniquilação. A espiritualidade nos liga à fonte de toda a criação e, neste processo, permite-nos sermos nós próprios criadores. A espiritualidade torna possível ao ser humano ser igualmente distinto e unido, removendo, desta forma, de uma vez para sempre, a dicotomia existente em nossa mente que trouxe e continua a trazer tanta destruição e tristeza à vida da humanidade.
Esta alusiva, misteriosa e essencial realidade está cada vez mais ausente dos discursos de nosso tempo. A espiritualidade não é objeto de pesquisa e aplicação às condições de vida de uma forma científica, disicplinada e sólida. Consequentemente, as propriedades de iluminar e dar vida intrínseca a uma vivência espiritual estão cada vez mais ausentes de nosso meio. Nossas vidas se tornaram áridas pelo materialismo, sobrecarregadas pelo peso da imoralidade e amoralidade e empobrecidas pela ausência de oportunidades para os atos de reflexão profunda, meditação devota e inspiração criativa. Acima de tudo, a humanidade perdeu sua conexão com Deus. E, ao excluirmos Deus de nossas vidas, perdemos todas as qualidades divinas que potencialmente todos possuímos.
Nenhum indivíduo ou sociedade será capaz de realizar uma transformação marcante de uma mentalidade voltada ao poder e à indulgência para uma voltada à unidade, sem alcançar a momentosa meta de integração científica com os princípios espirituais, e aplicá-los em todos os aspectos da vida: individual, familiar e comunitária. Sem tal integração, teremos apenas uma transformação e transição que será uma indicação da deterioração e destruição, em vez do crescimento e transformação. É-nos exigida muita coragem para nos libertarmos dos fortes grilhões da história passada e dos interesses presentes. O futuro não pode ser construído sobre as bases do que já foi tentado e provado ser ineficaz. A civivlização que aspiramos exige uma nova consciência, individual e coletiva, para ser criada corretamente. Não se trata de uma simples transição, mas de uma transformação fundamental. Porém, as boas ideias são valiosas apenas no grau em que sejam também práticas. Por isso, precisamos estar atentos à praticabilidade de tão monumental transformação em nossas vidas individuais e na coletividade.
(Extraído de A Família Livre da Violência; Editora Planeta Paz, 1994.)

Dr. Hoss
ein B. Danesh – É fundador e presidente da International Education for Peace Insitute (Canadá), membro visitante do corpo docente da European Peace University (Áustria) e da World Peace Academy, Universidade de Basel (Suíça), e ex-presidente da Landegg International University, Suíça (1998-2003). É professor aposentado de resolução de conflitos e educação para a paz da Landegg International University (1998-2003) e professor associado de psiquiatria da Universidade de Ottawa, Canadá (1973-1983). Autor, conferencista internacional e consultor, com cinco décadas de experiência acadêmica e clínica como médico, psiquiatra, educador para a paz, Dr. Danesh realizou pesquisas e publicou temas relacionados com educação para a paz, estudos de liderança, as causas e prevenção da violência, livre de conflitos Resolução de Conflitos (CFCR), e da psicologia da espiritualidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário