domingo, 5 de fevereiro de 2017

Nietzsche, Nazismo, Hitler e o Holocausto

Nietzsche e os nazistas – Uma questão complicada

 

 Nietzsche foi um nazista, ou pelo menos uma proto-nazista, um precursor para a ideologia de Hitler e o Nacional Socialismo que provocou a Segunda Guerra Mundial e o Holocausto?

A resposta simples é NÃO. Mas o nome de Nietzsche muitas vezes tem sido associado aos nazistas, por isso vale a pena perguntar por que isso aconteceu. Há um número de razões.


Razões históricas por que o nome de Nietzsche está associado com os nazistas

  1. A irmã de Nietzsche, Elizabeth, tinha o controle de sua propriedade literária, e ela era uma proto-nazista. Ela se casou com um líder anti-semita (Bernhard Förster), e foi apoiadora entusiástica de Hitler e os nazistas quando eles subiram ao poder em 1933. Quando ela morreu, em 1935, Hitler e outros líderes nazistas foram ao seu funeral. Estudiosos têm documentado agora as muitas maneiras em que ela procurou distorcer o legado de Nietzsche, suprimindo ou alterando textos, e em alguns casos material de fabricação, particularmente cartas.
  2. Os nazistas sentiram a necessidade de algum tipo de autoridade filosófica que poderiam citar para dar credibilidade intelectual às suas crenças e práticas, e se apropriavam de Nietzsche para esta finalidade. Ao fazê-lo eles empregaram técnicas de edição duvidosas e intencionalmente distorcidas no significado dos textos de Nietzsche.
  3. Hitler foi relatado pensando muito na filosofia de Nietzsche, e ele apoiou a criação do arquivo de Nietzsche em Weimar.
  4. Hitler também admirava o compositor Richard Wagner , que era um ousado anti-semita e nacionalista alemão; e Wagner era alguém de quem Nietzsche estava perto e admirou muito por um tempo curto.
  5. O filósofo Martin Heidegger (1889-1976), um dos pensadores mais originais e influentes do século 20, foi grandemente influenciado por Nietzsche e escreveu extensivamente sobre ele; e por um período na década de 1930 Heidegger teve certas ligações com o nacional-socialismo e o partido nazista.
nietzsche nazista

Aspectos da obra de Nietzsche que podem ser considerados fascistas por alguns

1. Certas doutrinas de sobreposição de Nietzsche com o fascismo colocam que Nietzsche:
  • expressa desprezo pela democracia
  • expressa desprezo pela moral cristã tradicional
  • não está interessado na liberdade individual, sendo muito mais preocupado com o objetivo de produzir grandes homens e de uma cultura magnífica
  • admira poder, força, saúde e coragem
  • despreza a fraqueza, doença e medo
  • acredita que deve visar não promover a felicidade (nossa própria ou de outros), mas atingir e produção de grandeza
  • acredita que a vontade de poder é o princípio fundamental do trabalho no mundo
  • vê a função principal e valor das mulheres consistindo na criação de grandes homens
  • Ele escreve em A Genealogia da Moral: ” a humanidade como massa sacrificada à prosperidade de uma única espécie mais forte de ser humano – isso seria um progresso…” (Nietzsche, 1974, p. 316)
2. Algumas das ideias e formulações de Nietzsche se prestam a interpretações erroneamente fascistas. Por exemplo, o seu entusiasmo para o que ele chama de “moral de mestres” em comparação com o que ele chama de “moral de escravos”.
3. A escrita de Nietzsche abunda em metáforas militares que deixam a impressão de que seus valores e perspectivas estão mais perto de militaristas do que realmente estão. Por exemplo, seção 283 de A gaia ciência :
“Congratulo-me com todos os sinais que indicam que uma idade mais viril e guerreira está começando, que vai, acima de tudo, trazer heroísmo novamente em honra! Por que essa época tem que preparar o caminho para uma era ainda mais elevada, e reunir a força de que terá necessidade um dia – quando levar o heroísmo em conhecimento, e fizer a guerra pelo pensamento e suas consequências.”

Razões para NÃO ver Nietzsche como um proto-nazista

Nietzsche Hitler e nazismoAlgumas das observações acima podem parecer muito contundentes. No entanto, contra elas, devemos observar os seguintes pontos:
1. Fascismo vê o indivíduo como não tendo nenhum valor intrínseco; em vez disso, o indivíduo só tem valor como algo que serve o estado. Por outro lado, Nietzsche suspeita do estado, assim como ele suspeita de partidos políticos. Zaratustra diz: “O mais frio de todos os monstros frios é conhecido pelo nome Estado que diz mentiras frias, bem, e estas mentiras arrastam-se a partir da sua boca:.Eu, o Estado, sou o povo”. Para Nietzsche , o que “justifica” a existência é a experiência e o espetáculo de grandes indivíduos. E os grandes indivíduos que mais tem em mente são filósofos, profetas, escritores, compositores e artistas, em vez de conquistadores. Homens como Goethe, Beethoven, ou Schopenhauer.
2. Como um jovem em seus vinte anos Nietzsche se alistou para lutar na guerra franco-prussiana, vendo como o seu dever. Mas mais tarde ele se tornou completamente desgostoso com o nacionalismo alemão. Em Crepúsculo dos ídolos , ele escreve: “Deutchland, Deutchland alles über” (Temo que era o fim da filosofia alemã).
3. Quando, em seus primeiros vinte anos, sob a influência de Wagner, Nietzsche absorvia e, ocasionalmente, expressava opiniões que eram consideradas por alguns como anti-semitas. Mas uma das razões pelas quais ele começou a distanciar-se de Wagner era seu desgosto por anti-semitismo, especialmente depois que ele havia se tornado amigo de Paul Rée, que era de origem judaica. Em seus escritos maduros, e nas suas cartas de década de 1880, ele é sempre hostil ao anti-semitismo e sai do seu caminho para elogiar os judeus e escritores judeus como Heinrich Heine. Em uma carta a sua irmã na audição de seu noivado com Bernard Förster, ele escreveu:
“Você cometeu uma das maiores estupidezes para si mesma e para mim! Sua associação com um chefe anti-semita expressa um desconhecimento ao meu modo de vida que me enche novamente e sempre com ira e melancolia … é uma questão de honra para mim estar absolutamente limpo e inequívoco em relação ao anti-semitismo, ou seja, em oposição, como eu sou na minha escrita. ”
4. Nietzsche era crítico do militarismo e da construção de impérios e ambições de Bismarck. Para ele, o que importava era a cultura, não conquista. Ele acreditava que a conquista normalmente tinha o efeito de tornar os vencedores estúpidos.
5. Em geral, Nietzsche tinha preocupação permanente com o reino do espírito, isto é, com a filosofia, literatura, música, artes e cultura em geral. O tipo de expressão da vontade de poder que ele mais admira não é o bruto recebendo poder político, econômico, tecnológico, ou militar, mas o tipo que envolve um indivíduo aproveitar a sua própria vontade de poder dirigindo-o para algum tipo de expressão criativa.
Conclusão
Valores morais e políticos de Nietzsche tiveram um longo caminho desde o liberalismo, o socialismo, o humanismo, feminismo e qualquer outro ismo que possa ser considerado progressista, igualitário ou democrático. Seus escritos parecem se prestar ao uso indevido. Porém, ele quase certamente desprezou a bruteza, vulgaridade, atitudes e práticas de Hitler e dos nazistas como cruéis e ignorantes.
Atualização 25/09/2016: O título e pequenas partes desse texto foram alteradas para evitar mal entendidos. A frase “ligação entre Nietzsche e o nazismo…” foi retirada porque algumas pessoas entenderam erroneamente. Ligação mão quer dizer apoio, nem concordância. E quando falamos de pessoas como Nietzsche, falamos de sua filosofia e história.
Por mais que aqui caiba como um luva citar o problema dos desentendimentos da linguagem, como bem apontavam Santo Agostinho e Lacan, me parece mais proveitoso deixar a mensagem o mais clara possível.
Desse modo, só pra deixar claro, Nietzsche não era nazista, porém suas ideias foram relacionadas ao nazismo pelos próprios nazistas e também pela própria irmã de Nietzsche.
Espero ter esclarecido a interpretação equivocada que alguns fizeram desse texto aqui, entendendo que ele dizia de alguma forma que Nietzsche era nazista (difícil entender tamanha distorção, mas ok). Erros de interpretação acontecem a todo momento, uns prejudicam pouco ou nada, outros podem causar grandes problemas, como a “adoção” das ideias de Nietzsche pelos nazistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário