quarta-feira, 7 de junho de 2017

PSDB E PMDB JOGAM SUJO CONTRA DELAÇÃO DA JBS

PSDB E PMDB JOGAM SUJO CONTRA DELAÇÃO DA JBS E TENTAM DESACREDITAR DEPOIMENTOS DA DUPLA JOESLEY E WESLEY BATISTA.
O Crime é Organizado, é consciente, conspirador e controlador. Esferas múltiplas do poder estão infestadas de "capangas" do Crime Organizado que se prestam à desinformar, bagunçar e desacreditar a verdade. De um lado os bandidos da república, ou melhor, da Organização Criminosa liderada por FHC e Lula. Do outro lado, os gerentes, capangas e paus mandados das quadrilhas ou das facções criminosas travestidas de partidos políticos. No meio de ambos está o desacreditado, corrupto e imoral, Poder Judiciário, este liderado por bandidos e capangas indicados pelos Chefões FHC e Lula ou por suas gerências participativas. Em apoio ao Crime Organizado está a mídia vagabunda, corrupta e abjeta que come nas mãos do sistema socialista.
Ventila na mídia uma grande onda contra o acordo de delação premiada dos irmãos JBS-Friboi, Joesley e Wesley Batista. A dupla da "carne podre" vem sendo atacada pelos veículos de comunicação com artigos precipitados sobre o acordo feito na justiça para que a dupla de estelionatários do BNDES pudessem revelar toda a sujeira que permeia o Crime Organizado. Ou era o acordo ou nada de delação. É assim que funciona o sistema criado propositalmente para "proteger e defender" as injustiças.
A lógica de uma justiça pura e verdadeira seria prender e obrigar seus investigados ou envolvidos à dizerem tudo o que sabem. Caso permanecessem ou se recusassem à depor, os mesmos seriam mantidos presos como cúmplices e teriam como pena, a mesma sentença que teriam os criminosos. Com esta lógica não teríamos "acordos" entre Justiça e criminosos, um mecanismo ou uma medida que soa como impunidade seletiva.
Os ataques ventilados na mídia parecem propositais e orquestrados por parte daqueles que por algum motivo, temem o avanço da Lava Jato. Políticos de vários partidos, especialmente do PSDB e do PMDB estão bem empenhados em fortalecer esta onda de atques contra a delação da dupla JBS. Os mais interessados em desmerecer o acordo de delação são FHC, Aécio Neves e Michel Temer. Em um segundo plano temos Lula e Dilma, também delatados pela dupla de estelionatários. No entanto Lula e Dilma não se precipitaram... ainda. Os petralhas apenas se contentaram com um silêncio mórbido, sabendo de antemão, que seus rabos estão presos e conectados com o Crime Organizado e com a criação do GRUPO JBS. Afinal sem o PT e sem Lula, Wesley e Joesley Batista não passariam de uma dupla sertaneja de vendedores carne de gato em algum subúrbio do país.
Pouco se sabe sobre a delação da dupla e o conteúdo de seus depoimentos. O que vazou na imprensa e na mídia alternativa é muito pouco perto do que foi revelado pela dupla em depoimento judicial. O sigilo imposto pelo STF esconde 90% da sujeira que envolve políticos e partidos arrolados na Lava Jato. Talvez o Brasil nunca saiba de fato, o que disse Wesley e Joesley Batista sobre a imundície que impera em Brasília. Todo o conteúdo está guardado à sete chaves pelo relator da Lava Jato Edson Fachin e resguardado pelos demais integrantes do STF. Talvez até porque boa parte dos "capas pretas" estejam envolvidos. Em se tratando da atual Corte Suprema, tudo é possível.
Certamente que as delações da dupla Friboi revelaram a tramas das operações ilegais realizadas no BNDES. A caixa preta do BNDES está lacrada e parece protegida de alguma forma pelo sistema. A suspeita em torno da caixa preta é de que as falcatruas no BNDES sejam infinitivamente maiores do que o Petrolão, e que bilhões de dólares tenham sido desviados do banco de desenvolvimento pelos ex-presidentes, parlamentares e funcionários do banco. 90% das operações no BNDES beneficiarem partidos, empresários, parentes, amigos e apadrinhados. Bilhões de dólares saíram do BNDES e abastecerem partidos contas pessoais de políticos e campanhas políticas. Foi com dinheiro do BNDES que o Estado Socialista criou sua panelinha de empresas privadas para "sustentar o regime e movimentar a economia.
Enquanto tucanos e pemedebistas tentam desacreditar o acordo de delação da dupla sertaneja de estelionatários da JBS, parlamentares do PSDB, PMDB, DEM e demais aliados, articulam a aprovação da Lei de Abuso de Autoridade. Os bandidos do Congresso, especialmente do Senado, já aprovaram a farsa do foro privilegiado. Agora as próximas metas são, aprovarem a Lei de Abuso, as anistias do envolvidos na Lava Jato e a legalização do caixa dois. Uma vergonha que só poderia estar acontecendo no Brasil do PSDB, PT e PMDB.
As conspirações dentro do Crime Organizado para salvarem o sistema corrupto socialista não param. FHC está articulando um "ACORDÃO" com o PT e PMDB. Segundo matéria da Folha de SP, o objetivo de FHC envolve Lula e também de Michel Temer . A ideia seria firmar um pacto reinante entre as quadrilhas, Com Temer fragilizado pelas delações, FHC sugere que se constitua um governo interino até as eleições de 2018. O chefão da quadrilha propôs o nome de Nélson Jobim, um comunista híbrido que trabalhou nos governos dos tucanos e dos petistas
FHC e Lula deveriam estar presos e afastados da política. Ambos representam a imundície da política e ambos impedem a renovação do meio ambiente político. FHC é um bandido profissional com anos de experiência em golpes e estratégias políticas. Sem falar que o tucano está escoltado por agentes da Nova Ordem Mundial com objetivo de fragmentar e destruir o Brasil. Sem FHC esse sistema atual não teria sobrevivido e o PT já teria feito lambança no governo Lula. Alias é bom lembrar que Lula só foi eleito em 2002, graças ao trabalho de FHC para elege-lo. Sem FHC na liderança e chefia do sistema, o PT teria realizado uma tentativa de golpe de Estado no governo Lula e hoje o Brasil estaria nas mãos dos militares. Lula sempre foi imbecil e revolucionário e por várias vezes foi "amansado" por FHC.
O Brasil precisa de uma limpeza geral que desinfecte toda esta podridão que tomou conta do Estado e da Nação. Prender Lula, Dilma ou outro bandido qualquer, sem prender FHC, o mentor do Crime Organizado, é o mesmo que tentar "tapar o sol com a peneira". Sem FHC, sem Lula e sem os bandidos que estão hoje no Poder, o sistema cai, o Brasil se livra do inferno e o país e seu povo têm tudo para renascer das cinzas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário