quinta-feira, 17 de novembro de 2016

A Bíblia fala de vida em outros planetas e outros seres criados?


A Bíblia não relata claramente sobre a existência de “extra terrestres”, até porque no passado o povo não entenderia (mesmo hoje as autoridades tem muito receio em dizer algo do tipo, mesmo não tendo evidência alguma), mas nem por isso a Bíblia nos deixa sem algumas revelações que trazem luz sobre o assunto. Também não é nosso objetivo aqui afirmar que existem outros mundos com outros seres criados por Deus, mas sim que existem textos que apontam para tal. Fica a critério de cada um “Raciocinar” sobre o assunto de acordo com os textos bíblicos e suposições que apresentaremos neste artigo.


Apresentaremos algumas considerações em trechos bíblicos de forma bem simples:
“Porque me parece que Deus nos colocou a nós, os apóstolos, em último lugar, como condenados à morte. Temo-nos tornado um espetáculo para o mundotanto diante de anjoscomo de homens.” 1ª Corintios 4:9
O termo “mundo” no versículo acima, é traduzido para o português do termo original grego “kósmos” ou “κόσμος” (lembrando que o Novo Testamento foi escrito em grego), e embora no original a palavra refere-se à “Universo“, os tradutores usaram a palavra “mundo“.
A expressão “tanto diante de anjos” dá importância “celestial“. Já a expressão “como de homens” dá importância “terrena“.
Resumindo, somos espetáculo tanto para seres celestiais, quanto para seres terrenos que existem no Céu (de Deus), no Universo (espaço) e seus mundos (planetas).
“Pela fé entendemos que “os mundos foram criados” pela palavra de Deus; de modo que o visível não foi feito daquilo que se vê.” Hebreus 11:3
Este trecho é ciência pura, mas vamos nos fixar apenas à parte que estamos explicando. Aqui vemos a mesma expressão “kósmos” sendo utilizada pelo autor ao dizer que o “Universo” e/ou tudo que nele existe, neste casoos mundos” (planetas) foram criados pela Palavra de Deus.
“Por essa razão, ajoelho-me diante do Pai, do qual recebe o nome toda a família nos céus e na terra.” Efésios 3:14-15
Que famílias nos céus o apóstolo Paulo está falando? Sendo que Jesus ainda não retornou e não arrebatou sua igreja?
“E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles. Então o SENHOR disse a Satanás: Donde vens? E Satanás respondeu ao SENHOR, e disse: De rodear a terra, e passear por ela.” Jó 1:6-7
Se somente os anjos fossem considerados filhos de Deus e eles vivem no céu com Deus, então porque eles deveriam se apresentar perante a Ele?
E se Satanás já havia sido expulso do Céu e não poderia retornar para lá para ficar entre os filhos de Deus, onde então foi essa reunião entre Deus e seus filhos, de modo que Satanás poderia comparecer?
Não é na Terra, pois o próprio Satanás disse que vinha da Terra, e de passear por ela. Aparentemente essa reunião também não era no Céu, o que nos dá outra opção: Um outro local.
Quem sabe essa reunião foi realizada num outro planeta, em outra Galáxia, ou noutra dimensão com outros seres viventes que são chamados de Filhos de Deus por não terem sucumbido ao pecado?
E se for mesmo assim, podemos ver ou ter contato com esses outros seres viventes de outros mundos?
Logicamente que tais seres celestiais não ficariam por aí aparecendo pra uns e outros ou voando de disco voador, pois não temos ligação com eles. A princípio, são seres invisíveis para nós, pois foram feitos de matéria diferente da nossa (espirituais) e fazem parte do “mundo invisível” criado por Jesus Cristo, conforme mencionado em Colossenses 1:16:
“Pois, por meio dEle, Deus criou tudo, no céu e na terra, tanto o que se vê como o que não se vê, inclusive todos os poderes espirituais, as forças, os governos e as autoridades. Por meio dele e para ele, Deus criou todo o Universo.”
E os anjos, onde ficam nessa história?
Hebreus explica a função deles:
“Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação?” Hebreus 1:14
Outros textos bíblicos para raciocinarmos sobre o assunto:
“Portanto, celebrem, ó céus, e os que neles habitam! Mas, ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vocês! Ele está cheio de fúria, pois sabe que lhe resta pouco tempo”. Apocalipse 12:12
“Só tu és o Senhor. Fizeste os céus, e os mais altos céus, e tudo que neles há, a terra e tudo o que nela existe, os mares e tudo o que neles existe. Tu deste vida a todos os seres, e os exércitos dos céus te adoram.” Neemias 9:6
“Mas ele continuou: “Vocês são daqui de baixo; eu sou lá de cima. Vocês são deste mundo; eu não sou deste mundo.” João 8:23
“Disse Jesus: “O meu Reino não é deste mundo. Se fosse, os meus servos lutariam para impedir que os judeus me prendessem. Mas agora o meu Reino não é daqui.” João 18:36
Ezequiel 1 em diante também fala de seres viventes não terrenos.

E você, o que acha? Será que estamos sozinhos no Universo?

Imagem fonte: Reprodução Google
12 votos até agora


domingo, 13 de novembro de 2016

CASAMENTO

"Você não entrou num casamento para viver os piores dias da sua vida. Você não está casado para fazer ninguém sofrer, mas para fazer alguém feliz e este alguém é a sua esposa. Ela deve ser a razão de você acordar cedo para trabalhar e o motivo para você voltar logo para casa. Muitos homens que ainda não descobriram a beleza do matrimônio estão se entupindo de um falso orgulho de ter muitas mulheres para ir, mas não fazem ideia do que é ter uma mulher para voltar, todos os dias.
De repente você fez na noite passada a sua mulher sofrer e chorar. Talvez foi a uma semana, ou um ano, ou a alguns anos atrás, mas se ela ainda está ao seu lado e se ela ainda dorme na sua cama, é porque TE AMA. Valorize este amor, que é melhor do que o chocolate. Aprofunde o seu cuidado, carinho, intensifique a sua atenção e ajude mais em casa com as coisas cotidianas. E não, não é chato ser casado. Chato é viver todo o dia à procura de uma nova conquista, de um novo prazer rápido e fútil e de um novo alimento ao ego. Chato é ser de todo mundo e não ser de ninguém, ao mesmo tempo. Chato é ser infeliz e mais ainda, não ter como fazer ninguém de fato feliz. Ser de uma só é uma dádiva que Deus concedeu ao marido e o marido deve buscar em Deus graça, perdão, sabedoria, perspicácia e paciência para se manter justo, fiel, íntegro, amigo e amante apaixonado da sua esposa.
Se as coisas não foram bem até aqui, não desista. Vamos! Vá até ela agora e ligue dizendo que a ama! Conversem. Dialoguem. Procurem ajuda pastoral ou de alguém mais velho que já tenha passado pelo caminho que estão passando, mas jamais, jamais desistam da felicidade.
Não troque quem chegou com você até aqui, por quem não vai com você a lugar algum.

Esta reflexão é para você, marido. É pra mim. É pra nós. Vamos abraçar nossas esposas, amá-las acima dos nossos filhos e acima do nosso trabalho, dinheiro, carro, ego, poder, função eclesiástica, ministerial e etc. Só não vamos amá-la acima do nosso Mestre Jesus. Mas Ele mesmo, Ele mesmo pode hoje estender sobre nós a Sua mão poderosa e abençoar o nosso casamento. Que isso aconteça agora. E que você durma bem junto dessa pessoa mais do que especial pra ti, a qual Cristo te ordenou para que você dê a vida por ela, assim como Ele mesmo deu a DELE por você."

ser humilde

3 versículos que ensinam o que é ser humilde


Humildade não é ser pobre, não se cuidar nem ser bobo. A humildade é uma coisa boa! Deus abençoa os humildes, porque a humildade agrada a Deus. Todo crente deve ser humilde.
Mas, então, o que é ser humilde?

1. Humildade = Equilíbrio

“Ninguém tenha de si mesmo um conceito mais elevado do que deve ter; mas, ao contrário, tenha um conceito equilibrado, de acordo com a medida da fé que Deus lhe concedeu.” Romanos 12:3

Ser humilde é entender seu verdadeiro valor. Deus lhe ama porque ele lhe criou, não por causa de sua aparência ou das coisas que você faz. Humildade é reconhecer que seus sucessos vêm de Deus e que é ele que lhe capacita.

2. Amar a todos

“Tenham uma mesma atitude uns para com os outros. Não sejam orgulhosos, mas estejam dispostos a associar-se a pessoas de posição inferior.” Romanos 12:16

Humildade é não se achar superior aos outros. Cada pessoa é importante para Deus. Ser humilde é reconhecer o valor de cada pessoa e não ter vergonha de se associar com pessoas de realidades diferentes.

3. Ser servo

“Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens.” Filipenses 2:5-7

Ser humilde é estar pronto para servir outras pessoas. Jesus era humilde. Ele não veio para ser tratado como celebridade mas para trabalhar para o bem de outras pessoas. Humildade é seguir o exemplo de Jesus.
“Bem-aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança.” Mateus 5:5

Você colhe o que é semeado

Leis Espirituais da Colheita










 

 
Todos desejamos viver uma vida significativa. Todos desejamos ser bem-sucedidos na profissão, no casamento, na família, no ministério. Mas muitas vezes levamos uma vida passiva, torcendo para que as coisas deem certo e, assim, sermos realizados. Mas a Bíblia nos ensina algo bem diferente disso. Ela revela a nossa responsabilidade com os resultados de tudo na nossa vida:
Lembrem-se: aquele que semeia pouco, também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura, também colherá fartamente. Cada um dê conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria. E Deus é poderoso para fazer que lhes seja acrescentada toda a graça, para que em todas as coisas, em todo o tempo, tendo tudo o que é necessário, vocês transbordem em toda boTa obra. 2 Coríntios 9.6-8
Quando sonhamos com coisas grandes, queremos vê-las prontas. Este texto, no entanto, nos fala de sementes, algo tão pequeno, mas com um enorme potencial para gerar coisas enormes. Para ocorrer um milagre na sua vida, é necessário que uma semente seja plantada hoje. O que você vai colher até o final deste ano virá das sementes que você plantou ao longo da sua vida.
A Palavra de Deus nos fala de Leis Espirituais da Colheita. Vamos dar uma olhada nelas.
1ª Lei – A colheita é proporcional à semeadura
Aquele que semeia pouco, também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura, também colherá fartamente, 2 Coríntios 9.6.
E podemos completar: aquele que não semeia nada, nada colherá. Quem é que planta duas sementes de milho em um vaso na varanda de casa e espera colher uma safra recorde? Se eu planto em um vaso, é claro que tenho uma noção do retorno que aquilo me dará. É uma questão de bom senso. Mas na nossa vida, parece que perdemos esse bom senso. Temos sido muito parcimoniosos em nossos plantios, mas muito exagerados nas nossas expectativas de colheita. Muita frustração profissional, em casamentos e namoros, em liderança de Células, na paternidade, muitas vezes, é em função disso. Não houve investimento, não se dedicou o quanto deveria e agora fica triste, pois esperava um resultado muito melhor. Parece brincadeira, não é? Um agricultor sábio planta a quantidade de sementes que espera ou necessita colher. Nós deveríamos fazer o mesmo.
2ª Lei – A colheita é da mesma espécie da semeadura
Pois o que o homem semear, isso também colherá.  Gálatas 6.7
Nos nossos relacionamentos queremos colher paz, alegria, harmonia. E o que estamos plantando hoje? Gritaria, conflitos, desrespeito, negociações sem fim… Após algum tempo, o que iremos colher? É dolorosamente óbvio que a nossa colheita é em função do que semeamos. Jamais vamos colher paz se não semearmos sementes de paz. Jamais vamos colher atitudes de generosidade se não semearmos sementes de generosidade. Um casal que planta sementes de fidelidade, companheirismo, respeito em pequenas coisas, vai colher exatamente isso. Na continuação da passagem de Gálatas citado acima, vemos que, se plantarmos para o Espírito, colheremos vida, mas se plantarmos para a nossa natureza humana, dela colheremos morte. Um agricultor planta sementes daquilo que ele deseja colher. Nós deveríamos fazer o mesmo.
3ª Lei – A colheita só vem após a semeadura
O Reino de Deus é semelhante a um homem que lança a semente… Logo que o grão fica maduro, o homem lhe passa a foice, porque chegou a colheita.  Marcos 4.26-29
Mais uma lei que quase nos ofende de tão óbvia. Como colher se não plantar? O problema é que não queremos plantar nem esperar o tempo da colheita. Queremos apenas colher – agora! Sonhamos com algo e pronto. Agora, queremos usufruir aquilo que sonhamos, simples assim. O sucesso das loterias é a promessa de se colher aquilo que não se plantou. As pessoas ficam alucinadas com essa ideia. E milhões e milhões gastam aquilo que efetivamente colheram com muito trabalho para se arriscar a ganhar o que não tiveram de plantar. Os cônjuges querem colher no seu casamento aquilo que não plantaram e quando não colhem, ficam decepcionados com isso… É um contrassenso. Um agricultor que deseja colher algo, primeiro planta e depois aguarda pacientemente o tempo da colheita. Nós deveríamos fazer o mesmo.
4ª Lei – A colheita é sempre maior do que a semeadura
Aqueles que semeiam com lágrimas, com cantos de alegria colherão. Aquele que sai chorando enquanto lança a semente, voltará com cantos de alegria, trazendo os seus feixes.     Salmo 126.5-6
Repare que o texto diz que a pessoa lança “a semente”, mas volta trazendo “os seus feixes”. É claro que a expectativa da colheita é de ser muito maior do que o que se plantou. Mais uma coisa extremamente óbvia. Imagine uma pessoa que preparasse a terra, plantasse a semente, cultivasse a plantação durante meses e depois realizasse todo o trabalho da colheita. E ao contabilizar a safra colhida, concluísse que obteve a mesma quantidade que plantou. Plantou um saco de milho e, depois de todo o trabalho, colheu um saco de milho… Quem, em sã consciência, plantaria uma única semente? Ninguém! Mas não é isso o que acontece. Alguém fez um estudo em que duas sementes de milho podem gerar até 3200 sementes. Uau! Aí sim, vale a pena plantar. E eu não preciso plantar 3200 sementes. Preciso plantar duas. A multiplicação é por conta de Deus. Um agricultor planta sementes, pois sabe que a colheita será muito maior do que aquilo que ele plantou. Nós deveríamos fazer o mesmo.
E as sementes para plantar?
Alguém pode alegar: “Mas eu não tenho sementes para plantar…”
Aquele que supre a semente ao que semeia e o pão ao que come, também lhes suprirá e aumentará a semente e fará crescer os frutos da sua justiça. Vocês serão enriquecidos de todas as formas, para que possam ser generosos em qualquer ocasião e, por nosso intermédio, a sua generosidade resulte em ação de graças a Deus.    2 Coríntios 9.10-11
Vamos dizer que você precisa perdoar alguém, mas não sabe como. Peça a Deus uma semente de perdão. Algo pequeno, quase insignificante. Pegue e plante essa semente de perdão. Um pequeno gesto. Assim a sua vida vai sendo transformada e, em algum tempo, o perdão fará parte do seu dia a dia. E que tal um gesto de humildade, ou de carinho, ou de amor? Imagine o que isso pode gerar. Lembre-se: 2 para 3200. É Deus quem vai dar tudo que precisamos. É Deus quem vai dar a semente. É Deus quem vai multiplicar o que plantamos. 
Precisamos de fé para plantar. Sem fé não plantamos nada. Precisamos enxergar pela fé o que vamos colher. Um agricultor planta suas sementes crendo que, após o tempo adequado, ele colherá uma grande safra. Nós também deveríamos fazer o mesmo.
Quais sementes você vai plantar neste ano?

Você sabe qual é a diferença entre “hebreu”, “israelita” e “judeu”?