terça-feira, 31 de janeiro de 2017

AS APARÊNCIAS DO MUNDO


Se você ainda não percebeu isso,
Um dia você despertará para essa verdade.
Tudo nessa vida é apenas uma aparência, nada é real.
As aparências revestem o nosso mundo e lhe emprestam um caráter ilusório.
E o mais grave é que as pessoas gostam de viver das aparências.
Isso ocorre porque a maioria não aceita encarar a realidade.
A aparência é a fuga do enfrentamento dos problemas que podem nos levar a verdade.
Como muitos já descobriram, as pessoas preferem a mentira confortável do que a verdade reveladora.
No entanto, você nunca pode se resolver enquanto não optar em soltar o véu das aparências,
E começar a entrever a verdade sobre si mesmo e sobre o mundo.
A verdade pode ser chocante, dolorosa, aguda, penetrante, desagradável,
Mas não duvide disso:
A mentira que consola sempre dói muito mais a longo prazo do que a verdade.
A verdade pode doer a princípio, mas ela possui um caráter libertador.
“Conhecereis a verdade e ela vos libertará” disse Jesus.
Quais são as verdades em sua vida que você se recusa a enxergar?
Duvide de tudo, pois estamos num mundo onde todos dissimulam tudo o que podem.
Mas um dia, por mais que demore,
As mentiras sempre são descobertas, as aparências sempre se quebram, a casca que encobria a verdade sempre se rompe.
O que está subliminar sempre virá à tona, trazendo o real que não desejamos ver.
O real sempre se impõe, justamente por ser o real.
Não adianta fechar os olhos, a vida o obrigará a abri-los, seja pelo amor, seja pela dor.
Minta hoje, e amanhã você será descoberto.
Quem quer parecer diferente do que é sempre revela, em alguns sinais, suas reais intenções.
Seja o mais autêntico possível, seja você mesmo, pois quem é o que é, torna-se livre de tudo.
Quem não vive de mentiras é muito mais feliz, é mais espontâneo, mais livre, mais tranquilo.
Uma mentira pode custar sua paz interior por toda a vida,
Mas a verdade pode te dar a paz que você sempre buscou.
Um dia as ilusões serão todas destruídas, por que então não desfazer-se delas agora?
Toda ilusão tem um prazo de validade, que mais cedo ou mais tarde revelará seu intento.
Ninguém precisa defender a verdade, ela se impõe por si mesma.
Seria como defender o sol das nuvens de chuva. Por mais densa que seja a nuvem, o sol sempre volta a brilhar.
Há uma essência por detrás de todas as aparências, assim como há um autor por detrás de toda a obra.
A essência é sempre una e indivisível, embora infindáveis sejam suas formas de se manifestar.
É como um conjunto de lâmpadas de diferentes cores, formas, tamanhos e intensidades.
Todas são diferentes e expressam a luz de maneiras diversas,
Mas cada uma delas está ligada a uma corrente elétrica que vem de uma mesma fonte.
Da mesma forma, tudo no cosmos se expressa em diferentes formas, mas há apenas uma essência divina.
Na verdade a essência da vida nunca esteve oculta, ela está aberta para qualquer um que deseje aprecia-la.
Mas é preciso ter “olhos para ver e ouvidos para ouvir”.
Não se deixe enganar pelas ilusões do momento, pelas sombras que encobrem a essência.
Viva com a verdade, com a essência da vida, e tua liberdade durará para sempre.

RELIGIÃO E ESPIRITUALIDADE

Não fiquem adorando a personalidade de líderes religiosos, adorem os ensinamentos que eles propagam.
Não fiquem se fanatizando por doutrinas e dogmas, sigam os preceitos sagrados na prática diária.
Não fiquem repetindo rituais de forma fria e vazia, mas façam de vossas vidas um ritual pelo bem e pela paz.
Não orem com fórmulas prontas e sempre pedindo coisas, tenham a fé em Deus de que tudo sempre dá certo.
Não frequentem cultos barulhentos que mais parecem shows, mas busquem o silêncio do seu interior.
Não entrem em longas e desgastantes discussões teóricas sobre Deus, mas creia no Deus do seu íntimo e de sua consciência.
Não comprem milhares de livros por curiosidade ou apenas para arrogar erudição, alguns minutos da boa meditação vale mais do que a leitura de 100 obras espirituais teóricas.
Não fiquem decorando os textos sagrados apenas para repeti-los a outros, a experiência do sagrado transcende qualquer decoreba.
Não sigam apenas uma religião, mas vivam principalmente a espiritualidade em vossas vidas.
Religião é conhecimento, espiritualidade é sabedoria.
Religião é dogma sobre o sagrado, espiritualidade é experiência do sagrado.
Religião é crença, espiritualidade é ver diretamente.
Religião pode ser uma prisão, a espiritualidade te liberta e te dá asas.
Religião é como a lagarta, sempre presa a terra, espiritualidade provoca a metamorfose na borboleta e te dá as asas.
Religião é culto do Deus externo, Espiritualidade é encontrar Deus dentro de nós.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Cientistas demonstram que a alma não morre, mas que regressa ao universo

Dois cientistas com reconhecimento internacional afirmam poder provar a existência da alma.
A consciência é o conhecimento imediato que temos de nós mesmos, de nossos atos e reflexões, mas também a capacidade dos seres humanos de ver e reconhecer a si mesmos e de julgar sobre essa visão e reconhecimento. Sua natureza causou muitas perguntas desde que temos memória e possui implicações existenciais, médicas e espirituais.
O doutor Stuart Hameroff, do Departamento de Anestesiologia e Psicologia assim como diretor do Centro de Estudos de Consciência da Universidade do Arizona, na cidade de Tucson, Estados Unidos, e seu colega, Sr. Roger Penrose, físico matemático na Universidade de Oxford, no Reino Unido, estão desde 1996 trabalhando em uma teoria quântica da consciência, que estabelece que nossas almas estão contidas em estruturas chamadas microtúbulos, que habitam nossas células cerebrais.

A ideia nasce de que o cérebro é um computador biológico, com cem bilhões de neurônios cujas conexões sinápticas atuam como redes de informação”.

Suas conclusões destacam que nossas experiências são o resultado dos efeitos da gravidade quântica nos microtúbulos, um processo chamado de redução objetiva orquestrada (Orch-Or).
A comunicação entre neurônios mediante a secreção de neurotransmissores se realiza através de vesículas sinápticas distribuídas ao longo de seus axônios. O citoesqueleto dos neurônios desempenha um papel de suma importância na dinâmica destas vesículas. Hameroff e Penrose propõem que os microtúbulos, as unidades menores do citoesqueleto, atuam como canais para a transferência de informação quântica responsável da consciência.
Até agora havia um certo consenso científico em considerar que a consciência emergiu como uma propriedade dos organismos biológicos durante a evolução. Seria, portanto, uma adaptação benéfica que proporciona uma vantagem evolutiva às espécies conscientes. Em troca, a teoria Orch OR afirma que a consciência é uma característica intrínseca da ação de um universo não computável.

Segundo uma reportagem publicada pelo Daily Mail, em uma experiência próxima da morte, por exemplo, os microtúbulos perdem seu estado quântico, mas a informação dentro deles não se destrói. Ou seja, que em termos compreensíveis, a alma não morre, senão que volta ao universo.”

O Dr. Hameroff explica detalhadamente sua teoria em um documentário narrado por Morgan Freeman, chamado “Through the wormhole” (Através do buraco do verme), que foi transmitido pelo canal Science dos Estados Unidos. Neste documentário o médico Hameroff declarou que quando “o coração deixa de bater, o sangue deixa de fluir, os microtúbulos perdem seu estado quântico. A informação quântica nos microtúbulos não se destrói; não pode ser destruída; simplesmente se distribui e se dissipa pelo universo“.
E ele acrescentou que, se o paciente é ressuscitado, esta informação quântica pode voltar aos microtúbulos e o paciente disse “Tive uma experiência próxima da morte”. No entanto, se o paciente morre, “seria possível que esta informação quântica exista fora do corpo indefinidamente, como uma alma”.
O Dr. Hameroff acredita que as novas ideias sobre o papel da física quântica nos processos biológicos, como a navegação nos pássaros, ajudam a confirmar sua teoria.
Ambos cientistas, de renome internacional, se unem à teoria da existência da alma. O Dr. Rick Strassman também afirma que a entrada da alma no corpo humano se produz através da glândula pineal.